PIAUÍ

PM-PI discute plano de segurança para o Corso

Durante a reunião foi discutido como cada força de segurança vai atuar no policiamento do evento, que acontecerá em fevereiro.
Reunião para discutir segurança no Corso (Foto: Divulgação)

A Polícia Militar do Piauí (PM-PI), através do Departamento Geral de Operações (DGO), participou segunda-feira (15), no Quartel do Comando Geral, da reunião para discutir as estratégias de segurança para o Corso 2024 que está previsto para ocorrer no dia 3 de fevereiro, na avenida Raul Lopes, zona leste de Teresina.

Além da PM-PI, as demais forças de segurança do estado e a Fundação Monsenhor Chaves (FMC) participaram do encontro que definiu como cada força de segurança irá atuar no evento, que todos os anos reúne milhares de foliões.

“Nós tivemos uma reunião com todas as forças envolvidas no Corso, com a Fundação Monsenhor Chaves. Com todas as estruturas que vão realmente trabalhar para que seja realizado o Corso de Teresina no dia 3 de Fevereiro. Então nós definimos qual a função de cada força. E que a partir disso, cada força irá elaborar o seu planejamento”, afirma o coronel Jacks Galvão, chefe do DGO.

De acordo com o chefe do DGO, acontece na próxima segunda-feira (22) uma segunda reunião envolvendo a FMC e todas as forças de segurança que irão atuar no evento, para fazer o devido reconhecimento do local em que o evento vai ocorrer, definir o local em que o Posto de Comando da PM-PI será montado na avenida Raul Lopes dentre outras estratégias. Além disso, o chefe do DGO, adianta algumas situações que não serão permitidas durante o evento.

“Na próxima segunda-feira nós faremos uma nova reunião para conhecer o local, para ver a deficiência de cada Força e definir o local do Posto de Comando, local em que será implantado o Centro Integrado, locais de elevados, que estaremos elevados também por todo o percurso. É preciso enfatizar que não será permitido garrafas de vidro e nem “carretinhas” de som no local do evento”, esclarece.

 

Deixe uma resposta