PIAUÍ

Piauí bate próprio recorde e atinge marca de R$ 8,186 bilhões em exportações

O estado apresentou alta de 1,2% em relação a 2022 e consagrou a soja como o principal produto comercializado e impulsionador das exportações piauienses.

Em 2023, o Piauí bateu recorde de exportações na série histórica da produção de grãos, sendo US$ 20,4 milhões a mais do que as vendas para o exterior em 2022. A Balança Comercial do Piauí, segundo os dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, apresentou, em dezembro de 2023, exportações de US$ 121,7 milhões, sendo US$ 83,3 milhões em dezembro de 2022, obtendo crescimento comparativo de US$ 38,4 milhões, que representa diferença de 31,5%.

O superavit da Balança Comercial de dezembro de 2023 foi de US$ 108,2 milhões (exportações US$ 121,7 milhões e importações US$ 13,5 milhões), que significa aumento de 88,8%.

As exportações acumuladas em 2023 (janeiro a dezembro) foram de US$ 1.674,4 bilhão e foram de US$ 1.654 bilhão o acumulado de 2022, gerando US$ 20,4 milhões de crescimento em 2023, que se traduz em 1,2% de saldo positivo. Convém informar que o saldo do exercício de 2023 foi de US$ 1.140,4 bilhão (exportações US$ 1.674,4 bilhão e importações US$ 534 milhões), que representa 68,1% de crescimento.

A soja, principal commoditie exportada, atingiu 75% dos produtos negociados (US$ 91,3 milhões), seguido do milho com 16% (US$ 19,4 milhões), o farelo de soja com 3,1% (US$ 3,7 milhões) e demais produtos agropecuários com 2,9% (US$ 3,5 milhões).

Os municípios que mais exportaram foram: Bom Jesus, Uruçuí, Corrente, Santa Filomena e Baixa Grande do Ribeiro. Os principais países importadores foram: China (63%), Espanha (6%), Tailândia (3%), Taiwan (2,8%) e Estados Unidos (2,3%).

Segundo o superintendente do Desenvolvimento Econômico do Piauí, Deusval Lacerda de Moraes, o alcance desta cifra se deve a expansão do potencial agrícola do estado aliado aos investimentos feitos pela gestão pública.

“No primeiro ano da gestão do governador Rafael Fonteles, ocorreu a maior exportação do Piauí, com o montante de US$ 1.674,4 bilhão. Esse boom produtivo piauiense se deve ao incremento da infraestrutura, à digitalização dos serviços públicos estaduais, à capacitação de mão de obra, ao desenvolvimento econômico e social do estado e ao estímulo das cadeias produtivas do Piauí”, ressaltou o gestor.

 

Deixe uma resposta