NOTÍCIAS

IPMT desliga servidores irregulares apontados em auditoria do TCE

O órgão desligou 124 aposentados e 74 pensionistas irregulares, de acordo com o instituto.

O Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI) divulgou recentemente o relatório da auditoria da folha de pagamento da Prefeitura de Teresina (PMT), apontando o pagamento de benefícios em nome de pessoas falecidas. O levantamento também identificou pensionistas irregulares na folha do órgão.

O período pesquisado pelo TCE foi de janeiro a março deste ano, sendo que o IPMT iniciou em maio o Censo Previdenciário, com efeito de prova de vida, atualizando a base de dados e finalizando em novembro. Com isso, todos os servidores apontados como irregulares foram encontrados e já haviam sido desligados antes do relatório final do tribunal.

De acordo com o presidente do Instituto de Previdência da Prefeitura de Teresina (IPMT), Kennedy Glauber, o órgão está tomando todas as providências para apurar quem chegou a receber os valores indevidamente.

“Conseguimos ter um resultado satisfatório com o Censo Previdenciário, inclusive os faltantes tiveram o pagamento suspenso, e os valores que não foram sacados pelos servidores irregulares serão recuperados junto ao banco”, disse.

Segundo Kennedy Glauber, o “IPMT tem buscado todas as ferramentas para garantir a legitimidade no pagamento dos benefícios, olhando para a saúde financeira e atuarial do nosso sistema de Previdência. Na finalização total foram desligados 124 aposentados e 74 pensionistas irregulares”.

 

Deixe uma resposta