EDUCAÇÃO

Imepi inicia fiscalização do material escolar em Teresina

O consumidor deve sempre observar se a mercadoria tem o selo de identificação do Inmetro.
Fiscalização do Imepi nas livrarias de Teresina (Foto: Divulgação)

O Instituto de Metrologia do Estado do Piauí (Imepi) iniciou a Operação Aulas Seguras nesta segunda-feira (8) em Teresina. A ação tem o objetivo de garantir maior segurança aos pais e consumidores na hora da compra do material escolar, além de coibir a comercialização de produtos irregulares no comércio.

No setor da Qualidade, diversos artigos escolares contemplam a relação de produtos regulamentados. A lista inclui apontador; borracha e ponteira de borracha; caneta esferográfica e roller; caneta hidrográfica (hidrocor); giz de cera; lápis (preto ou grafite); lápis de cor; lapiseira; marcador de texto; cola (líquida ou sólida); corretor adesivo; corretor em tinta; régua; estojo; merendeira/lancheira com ou sem seus acessórios; pasta com aba elástica; tesoura de ponta redonda; mochila; tinta (guache, nanquim, pintura a dedo plástica, aquarela); cadeira e mesa para conjunto de aluno individual, entre outros.

De acordo com a diretora geral do Imepi, Patrícia Leal, o consumidor deve sempre observar se a mercadoria tem o selo de identificação do Inmetro. Isso demonstra que o produto passou por testes e foi avaliado para evitar acidentes, como por exemplo, com bordas cortantes, pontas perigosas, além da presença de substâncias tóxicas em itens que possam ser levados à boca ou com risco de serem ingeridos ou inalados.

“Já no primeiro dia de Operação Volta às Aulas, encontramos irregularidades. Por exemplo, uma mochila inapropriada para uso, sem certificação do selo do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). Esse material contém substância tóxica e pode acarretar em problemas de saúde para crianças. Todos os setores do Imepi estão empenhados em combater qualquer tipo de infração, para que as famílias possam ter segurança ao comprar um produto de material escolar”, explica.

 

Deixe uma resposta