DESTAQUE

Piauí: Governo quer reduzir desigualdades regionais

Rafael Fonteles solicitou que Douglas Lima faça um relatório apontando as dificuldades de cada um dos 12 territórios de desenvolvimento.
Rafael Fonteles com Douglas Lima, no Palácio de Karnak (Foto: Divulgação/CCom)

O governador Rafael Fonteles se reuniu nesta sexta-feira (03) com o coordenador dos Territórios de Desenvolvimento, Douglas Lima, para tratar das ações que serão realizadas para identificar as desigualdades territoriais e ajudar na implementação de políticas públicas em cada um dos 12 territórios do Piauí.

Rafael ressaltou que essa divisão por território já existe há algum tempo e que vai usar essa estratégia para desenvolver o Piauí de norte a sul. O governador lembrou que a nova identidade visual do ejá simboliza esse planejamento onde o mapa do Piauí é formado por 12 linhas (cada um representa um território), em quatros cores que também simbolizam os quatro ecossistemas presentes no estado.

“O estado do Piauí é privilegiado por Deus e pela natureza por ter quatro biomas na sua formação geográfica e a gente tem uma preocupação muito grande do nosso campo político de fazer o desenvolvimento de maneira completa, inclusive combatendo as desigualdades regionais, nos 12 territórios”, disse Fonteles.

“Da mesmo forma que a gente luta para o governo federal olhar de forma desigual para as realidades desiguais do país, nós, como governo do estado, temos que olhar para cada região e dentro de cada território, cada município, para proporcionar as pessoas de todas as regiões a mesma oportunidade de desenvolvimento”, explicou o chefe do Executivo Estadual.

Rafael enfatizou que o trabalho que está sendo feito por Douglas é justamente para identificar essas carências nos municípios e nas regiões com mais dificuldades de desenvolvimento, para que chegar chegar fazendo obras e investimentos públicos para poder gerar emprego, renda e oportunidades para o povo.

Douglas Lima disse estar ciente do desafio. “Vamos diagnosticar essas regiões, essas desigualdades e fazer esse relatório para que as políticas públicas cheguem aqueles que mais precisam”, afirmou.

Na oportunidade o secretário de Planejamento, Washington Bonfim lembrou que o Piauí também conta com a Agenda 2030, com o mapeamento desses territórios e que vai ser muito útil para a coordenação dos territórios.

CCom

 

Deixe uma resposta