DESTAQUE

Governo lançará campanha contra importunação sexual no Carnaval

As ações dos órgãos estaduais focam especialmente nas áreas de segurança, turismo e de proteção às mulheres durante a folia no Piauí.
Reunião para definir ações de segurança durante o Carnaval (Foto: Divulgação)

Órgãos estaduais estão se movimentando para garantir o melhor para a população piauiense durante o período carnavalesco. As ações envolvem as secretarias de Segurança, das Mulheres, do Turismo e da Saúde. Um dos objetivos é combater a importunação sexual de mulheres.

A Secretaria das Mulheres (Sempi) lança no dia 2 de fevereiro a Campanha de Carnaval 2024 “Ei, mermã, só se eu quiser… #Não é não!”. Pautada na Lei da Importunação Sexual e no movimento “Piauí sem Misoginia”, a ação será oficialmente inaugurada em um cortejo, partindo da Secretaria da Cultura (Secult) em direção ao Palácio de Karnak, às 8h.

O evento contará com a participação de uma charanga e importantes parceiros institucionais. Neste ano, o foco é o combate à misoginia, à importunação sexual, ao ódio e todas as formas de violência e discriminação contra as mulheres.

Corso

No dia 3 de fevereiro, as atividades serão realizadas durante o Corso do Zé Pereira de Teresina, a partir das 15h, com um caminhão de conscientização percorrendo diversos pontos estratégicos da cidade. O cronograma inclui blitzen educativas em diversos pontos da cidade.

O Corso é uma realização da prefeitura da capital. O desfile de carros decorados atrai milhares de pessoas para a Avenida Raul Lopes.

Segurança

Quanto à segurança do Carnaval, a Polícia Militar do Piauí já lançou a “Operação Entrudo” para segurança dos foliões durante as festas carnavalescas em todo o Piauí. Pelo menos 500 policiais foram escalados para atuarem durante a operação.

“A operação vai garantir segurança na capital e nos demais municípios piauienses. Somaremos ao nosso contingente os 322 policiais militares recém-nomeados no nosso efetivo para reforçar a segurança nos pontos que consideramos estratégicos”, explica o coronel Jacks Galvão, chefe do Departamento Geral de Operações (DGO) da PM-PI.

O coronel também destacou que o número de policiais enviados por cidade será conforme a projeção do número de visitantes que o município receberá. Jacks Galvão ressaltou que cidades que tradicionalmente realizam prévias e têm festas carnavalescas bem movimentadas receberão um reforço maior no número de policiais. Os do litoral do estado, por exemplo, exigem uma atenção maior. As atenções também serão voltadas para os municípios de Barras, Picos, Floriano, Água Branca, Pedro II e Piracuruca, onde o Carnaval costuma ser mais agitado.

“Em Teresina, daremos uma atenção especial, porque temos uma expectativa de que devem ocorrer mais de 30 eventos carnavalescos nos mais diversos bairros da capital”, frisa Galvão.

 

Deixe uma resposta