GERAL

Governo do Piauí instala grupo para discutir reajuste salarial dos servidores

Primeira reunião com representantes do governo e do funcionalismo estadual aconteceu nesta quinta (18), em Teresina. 
Primeira reunião da mesa de negociação (Foto: Divulgação)

Para ampliar e aperfeiçoar o diálogo entre a Administração Pública do Estado e as entidades sindicais de servidores públicos foi iniciada, na tarde desta quinta-feira (18), a Mesa Estadual de Negociação Permanente (Menp). A iniciativa do governo do estado, por meio da Secretaria da Administração (Sead) e Secretaria das Relações Sociais (Seres), vai discutir sobre o reajuste salarial dos servidores.

O objetivo da Menp é buscar soluções negociadas para os interesses manifestados pelas categorias de servidores. A primeira reunião foi conduzida pelos secretários Samuel Nascimento, da Administração, e Núbia Lopes, das Relações Sociais. Participaram representantes de 46 entidades sindicais.

Entre as pautas estavam o percentual de reajuste linear para os servidores e a criação de uma política permanente de valorização dos profissionais que atuam no serviço público. Os representantes das entidades tiveram tempo de fala em que foram apontadas as principais solicitações das categorias como reposição salarial, realização de concursos públicos e a importância de se manter um calendário de reuniões.

O secretário Samuel Nascimento, destacou que a instalação da mesa representa um novo momento da relação do Estado com os servidores. “Essa iniciativa destaca o planejamento e a transparência do Governo do Piauí, que busca o diálogo com as categorias para atender as demandas dos servidores. É um momento novo em que a gente inaugura um canal permanente de diálogo aberto direto com todas as secretarias e os servidores, para buscar a unificação de pautas que melhorem a vida do servidor”.

Para a secretária Núbia Lopes, o momento foi para ouvir as entidades e elaborar um calendário de negociação. “Vamos estabelecer essa mesa de negociação a partir de agora, onde faremos essa escuta e estabeleceremos as próximas reuniões. Com isso, estamos dando continuidade à política estadual de participação social com a Mesa de Negociação, um dispositivo importante que mostra o compromisso do Governo do Piauí em atender as demandas dos servidores”, concluiu.

Representando uma das categorias presentes, o presidente da CUT-PI, Odaly Medeiros, destacou que a iniciativa abre um canal para o movimento sindical dentro do Governo. “Essa mesa de diálogo abre as portas para uma negociação direta com o Governo, onde podemos debater nossas demandas. É o início de um diálogo permanente entre os interesses do governo e os das classes trabalhadoras”, disse.

A Mesa de Negociação foi criada por meio do decreto estadual nº 22.627/23, assinado pelo governador Rafael Fonteles, que estabelece as diretrizes de organização e funcionamento, tendo por finalidade buscar soluções negociadas para os interesses manifestados pelas categorias de servidores.

Também farão parte, com assento permanente, representantes da Chefia de Gabinete do Governador, das secretarias da Fazenda, Planejamento, Saúde, Educação e Segurança Pública. A reunião contou com a presença dos secretários de cada pasta. O documento estabelece ainda que os sindicatos dos servidores do Poder Executivo estadual, legalmente constituídos, também terão assento permanente na Menp, com um representante titular e um suplente.

 

Deixe uma resposta