DESTAQUE

Agricultores comemoram retorno da Feirinha Verde

O evento que acontece no Espaço Rosa dos Ventos na UFPI, em Teresina, conta com a Quitanda da Agricultura Familiar.
Agricultor familiar com sua produção (Foto: Daniel Pessoa)

A Quitanda da Agricultura Familiar retoma suas atividades neste domingo (4), na Feirinha Verde, no Espaço Rosa dos Ventos da Universidade Federal do Piauí (UFPI). A ação, organizada pela Secretaria de Agricultura Familiar (SAF) reuniu 13 cooperativas, associações e assentamentos.

O Projeto Quitanda é um instrumento crucial da SAF para comercializar os produtos do campo. Criando espaços para produtoras e produtores rurais venderem sua produção, o projeto está dividido em quatro eixos: Quitanda na Feirinha Verde, nos condomínios, nas empresas e em uma rede de supermercados.

A secretária estadual da pasta, Rejane Tavares, destacou a importância dessa ação para fortalecer a produção da agricultura familiar. “Os participantes desta feira têm a oportunidade de gerar uma maior renda através da comercialização de seus produtos. Nossa intenção é fortalecer e estruturar melhor o trabalho da agricultura familiar do entorno de Teresina para produzir alimentos saudáveis com mais qualidade, fortalecendo a comercialização da agricultura familiar”, disse a gestora.

Evandro Cardoso, superintendente de Comercialização, Agroindustrialização e Inovação da SAF, complementa que essa é uma oportunidade de apresentar à sociedade a produção da agricultura familiar. “Estamos aqui popularizando nossos produtos, que são agroecológicos. Essa feira é uma vitrine daquilo que os trabalhadores do campo produzem, com uma grande diversidade de produtos, o que é muito bom tanto para quem consome quanto para quem vende, oferecendo mais possibilidades de comercialização”, destacou.

Seu Laurindo Soares, agricultor familiar do Assentamento 17 de Abril, expressa sua satisfação por ter um espaço para vender seus produtos. “Estar aqui é motivo de grande felicidade, pois conseguimos vender nossos produtos e obter uma renda maior. Os clientes apreciam nossos produtos agroecológicos, e as vendas são satisfatórias”, afirmou.

Jaqueline Meire, comerciante assídua da Quitanda, ressalta a importância de consumir produtos de maior qualidade. “Para mim, essa oportunidade é muito valiosa. Sou uma pessoa que se preocupa muito com o que coloco na minha mesa. Sempre frequento a feirinha aqui na UFPI ou em outros lugares com propostas de agroecologia, pois precisamos buscar mais qualidade de vida”, apontou.

 

Deixe uma resposta