Piauí pede pressa no envio de vacinas para crianças de 3 e 4 anos

O secretário Neris Júnior diz que o envio do imunizante deve ocorrer o mais rápido possível, para evitar mortes.
Reunião do Conselho Nacional de Secretários, em Brasília (Foto: Divulgação)

O secretário estadual da Saúde, Neris Júnior, participa nesta quarta-feira (27), em Brasília, da 7ª Assembleia do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass), onde estão sendo discutidas pautas como a vacinação de crianças contra covid-19 e a dificuldade nos estados em aquisição de medicamentos e insumos. O Piauí está solicitando celeridade no envio de vacinas para crianças.

Segundo o secretárior, além das vacinas, o Piauí tem outras solicitações. “Vou solicitar o aumento de vagas para profissionais de saúde da família na Rede Nordeste de Formação em Saúde da Família; queremos também mais vagas de mestrado e doutorado na área de saúde para o Piauí e celeridade no envio de vacinas para crianças de 3 a 4 anos”, diz o gestor.

Neris afirma que a celeridade no envio de vacinas é de suma importância por causa do número de mortes de crianças nessa faixa etária por covid-19.  Em dois anos, as mortes de crianças de até cinco anos por Covid-19 foram mais do que o triplo das causadas, em uma década, por outras 14 doenças que podem ter mortalidade evitada por vacinação e outras ações de saúde. Em 2020 e 2021, 1.508 crianças morreram por causa da doença.

Os dados são do Observatório de Saúde na Infância – Observa Infância, da Fiocruz/Unifase, a partir de dados do SIM(Sistema de Informação sobre Mortalidade do Ministério da Saúde).

Na pauta do encontro do Conass, estão ainda discussão sobre a situação da monkeypox no país; a Gestão Técnica, Administrativa e Financeira dos Laboratórios Estaduais de Saúde Pública e a Política de Alta Complexidade.

 

Deixe uma resposta