Covid: 100% dos leitos de UTI em Teresina estão ocupados

A Secretaria Estadual da Saúde anunciou a abertura de mais 30 leitos de terapia intensiva. Vagas serão distribuídas em cinco municípios.

A taxa de ocupação de leitos públicos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para pacientes com a covid-19 é de 100% em Teresina e de 84% no interior do Piauí, informou hoje (19) a Secretaria Estadual da Saúde (Sesapi).

Segundo o relatório diário de ocupação de vagas exclusivas para pacientes da doença no Piauí, “198 leitos estão ocupados, sendo 141 leitos clínicos, 51 UTI’s e 6 leitos de estabilização. Desse total, 90% dos leitos de UTI pública estão com pacientes”.

Diante deste quadro, o secretário estadual da Saúde, Neris Júnior, anunciou a reabertura de mais 30 leitos de UTI Covid no Piauí, distribuídos entre os hospitais de Teresina, Oeiras, Floriano, Parnaíba e Piripiri. Atualmente estão em funcionamento nos hospitais do estado 38 leitos para receber pacientes com a doença.

Com a reabertura desses leitos, o estado vai totalizar 68 unidades de terapia intensiva, exclusivas para o tratamento de covid-19. A medida vem depois de uma solicitação do Comitê de Operações Emergenciais (COE) por conta do aumento da taxa de ocupação dos leitos.

Dos trinta leitos de UTI Covid que serão abertos, cinco deles serão no Instituto de Doenças Tropicais Natan Portela(IDTNP), em Teresina; cinco no Hospital Regional Deolindo Couto, em Oeiras; cinco leitos no Hospital Regional Tibério Nunes, em Floriano; cinco no Hospital Estadual Dirceu Arcoverde(HEDA), em Parnaíba; cinco leitos no Hospital Regional Chagas Rodrigues, em Piripiri e cinco no Hospital Regional Justino Luz, em Picos.

De acordo com o secretário de saúde, Neris Júnior, os casos mais graves da doença não podem ficar sem atendimento no Piauí. “As férias acabam provocando aglomerações e, consequentemente, é o momento de intensificar o uso de máscaras e também da vacinação de reforço para reduzir o risco da população ser internada por causa da doença”, afirmou Neris.

 

Deixe uma resposta