Casos de dengue no Piauí aumentam 762%

Os números são referentes a 27ª semana epidemiológica, em comparação com o mesmo período de 2021.

A Secretaria Estadual da Saúde (Sesapi) divulgou o boletim epidemiológico com dados atualizados sobre a dengue e chikungunya, no ano de 2022, no Piauí. Os números são referentes a 27ª semana epidemiológica. Neste período o estado apresentou um aumento de 762% nos casos de dengue em relação a mesma semana de 2021.

Segundo o levantamento, foram 18.939 notificações de casos prováveis em 203 municípios diferentes em 2022, ao passo que no mesmo período do ano de 2021, foram registrados 2.197 casos prováveis em 97 cidades piauienses.

O aumento de ocorrências da chikungunya foi de 4.770,6%.

O boletim aponta ainda que no período referente ao ano de 2022, o estado confirmou 13.014 casos de dengue ao longo das 27 semanas epidemiológicas, enquanto que em 2021, no mesmo período, foram confirmados 1.850 casos. Novo Santo Antônio; Wall Ferraz; Massapê do Piauí; Antônio Almeida e Patos do Piauí são os cinco municípios do estado que registram a maior incidência de dengue da primeira semana epidemiológica até o momento atual do ano.

Ocimar Alencar, supervisor de Entomologia da Sesapi, destaca que mesmo com o boletim registrando um grande aumento em relação ao mesmo período do ano passado, é possível observar uma redução do número de casos entre as semanas deste ano.

“A partir da primeira semana do mês de junho, semana referente a 22° semana epidemiológica do ano, nós estamos observando uma redução significativa no registro de novos casos da dengue a cada semana no nosso estado, essa redução se vem se repetindo até essa semana atual. Esperamos que os números continuem apresentando uma redução, mas isso só será possível caso todos continuem fazendo sua parte no enfrentamento ao mosquito Aedes”, destacou o supervisor.

Ainda sobre dengue, o boletim registrou que o estado possui notificados oficialmente 12 óbitos em quatro municípios pela doença. Nove deles foram registrados na capital Teresina. São Miguel da Baixa Grande, Pedro II e Pio IX tiveram um óbito cada.

Zika

Em relação ao Zika vírus, o boletim aponta que o estado apresentou redução de 15,4% no registro de novos casos quando comparado ao mesmo período de 2021. Ao todo São 11 casos prováveis notificados em 04 municípios durante o ano de 2022, enquanto que em 2021 foram 13 casos notificados em 07 municípios. O estado não apresentou óbitos pela doença em 2022.

Chikungunya

Dados do boletim da 27° semana epidemiológica apontam também que o estado continua com aumento dos casos de chikungunya em relação ao mesmo período do ano passado. O aumento de 4.770,6% do número de casos de chikungunya em relação ao mesmo período de 2021 continua chamando atenção.

São 6.965 casos notificados em 135 municípios piauienses durante o ano de 2022 contra 143 notificações de casos prováveis em 25 municípios durante o mesmo período de 2021. Vila Nova do Piauí; Monsenhor Hipólito; Simplício Mendes; Alagoinha do Piauí e Alegrete do Piauí são os municípios com maior incidência de chikungunya por 100 mil habitantes. Em 2022 o boletim mostra que o estado do Piauí já registrou três óbitos da doença em dois municípios: Teresina e Jaicós.

O secretário da Saúde, Neris Júnior, destaca que a participação da população é essencial para redução dos novos casos da doença. “Precisamos continuar trabalhando juntos para enfrentar a dengue e a Chikungunya. A Sesapi está trabalhando constantemente junto aos municípios buscando estratégias e ações para reduzir o surgimento dos novos casos e combater o vetor. A população precisa continuar lutando para impedir o surgimento de criadouros dos mosquitos para assim reduzir o risco de surgimento de novos casos”, destaca o gestor.

 

Deixe uma resposta