Grupo Escoteiro Erivaldo Sandro apoia o I Encontro de Protetores de Piripiri

A solenidade de abertura das atividades aconteceu na Câmara Municipal.
Escoteiros durante encontro em defesa dos animais (Foto: Divulgação)

Com intuito de combater o abandono e os maus tratos aos animais em Piripiri, teve início terça-feira (11), e segue até sexta (14), o I Encontro de Protetores de Piripiri com apoio do Grupo Escoteiro Erivaldo Sandro (GEES). A solenidade de abertura das atividades aconteceu na Câmara Municipal com a presença de escoteiros, vereadores e protetores de animais.

O I Encontro de Protetores de Piripiri é uma ação do Governo do Estado, por meio da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente de Teresina (DPMA) e de protetores de animais. A Prefeitura de Piripiri, por meio da Superintendência de Transportes e Trânsito (SUTRAN) também apoia a ação de defesa dos animais.

Ontem (11) aconteceu panfletagem em vários semáforos do Centro de Piripiri com ajuda dos escoteiros do GEES. A programação prevê ainda o atendimento de denúncias no plenário da Câmara Municipal de Piripiri, que está dando apoio lógico e financeiro.

O diretor de Métodos Educativos do Grupo Escoteiro, Rogério Moreira, disse que o GEES participa com escoteiros, seniores, pioneiros e chefes escoteiros. “O Grupo vai ajudar nas blitzen no sentido de panfletar e conscientizar as pessoas para não maltratarem os animais. É uma atividade importante porque ensina na prática aos escoteiros mais jovens, o artigo 6º da Lei Escoteira, que diz que ‘o escoteiro é bom para os animais e para as plantas”, lembra Chefe Rogério.

O presidente da Câmara Municipal, Alan Osório, disse que a ação é importante para Piripiri e que tem o apoio do Legislativo Municipal. “Hoje (ontem, 11), inicia uma nova etapa no combate aos crimes contra animais em Piripiri”, ressalta o presidente.

Os trabalhos do I Encontro de Piripiri de Piripiri são coordenados pelo delegado da DPMA, Emir Maia. “Nós visamos conscientizar a população de que os crimes de maus tratos aos animais, principalmente, o abandono, é punido por pena de reclusão de dois a cinco anos. Então, nós precisamos coibir, prevenir e reprimir esses crimes porque são seres viventes que merecem nossa atenção”, destaca Maia.

Serviço

Denúncias de maus tratos ou abandono de animais podem ser feitas para: o 190 da Polícia Militar; Delegacia Regional da Polícia Civil de Piripiri pelo (86) 3276-6060 ou ainda pelo perfil @DPMA no Instagram.

 

Deixe uma resposta