Saúde confirma a primeira morte por gripe H3N2 no Piauí

A vítima é uma mulher de 72 anos, residente em Barras. Ela estava internada no Hospital da Polícia Militar (HPM).

A Secretaria Estadual da Saúde (Sesapi) confirmou hoje (31) a primeira morte provocada pela gripe H3N2 no Piauí. Segundo nota da pasta, a vítima é uma mulher de 72 anos, de Barras, que estava internada no Hospital da Polícia Militar. O óbito aconteceu no dia 25 de dezembro.

“A investigação epidemiológica confirmou laboratorialmente que a morte se deu em decorrência do vírus H3N2”, diz a nota da secretaria. O estado tem nove casos da doença, inclusive em Teresina.

Confira a nota da Sesapi:

A Secretaria de Estado da Saúde do Piauí confirmou nesta sexta-feira (31) a primeira morte no estado por Influenza (H3N2). A paciente de 72 anos, de Barras, estava internada no Hospital da Polícia Militar e veio a óbito no dia 25 de dezembro. A investigação epidemiológica confirmou laboratorialmente que a morte se deu em decorrência do vírus H3N2. Os resultados foram liberados no dia 28. O Estado tem 9 casos confirmados por H3N2, com um óbito.

A orientação da Secretaria Estadual de Saúde é que população siga os protocolos sanitários fazendo uso de máscara, higienização das mãos e evitando aglomeração. Caso apresente sintoma de síndrome gripal, com febre, falta de ar, indisposição, que impossibilite as atividades normais, a recomendação é procurar uma unidade de saúde.

 

Deixe uma resposta