Restaurada, Capela do Meduna será reaberta neste domingo

Arcebispo metropolitano de Teresina, Dom Jacinto Brito, vai celebrar a missa de reabertura. Reforma do espaço começou no ano passado.
Capela Universitária São Paulo VI (Foto: Divulgação)

Após um ano do início das obras de restauração e modernização, a Capela Universitária São Paulo VI, anteriormente conhecida como Capela do Meduna, se prepara para uma nova fase. Em solenidade marcada para este domingo (19), o arcebispo Metropolitano de Teresina, Dom Jacinto Brito, presidirá a missa de reabertura do local, que passará a receber os fiéis para celebrações, orientações espirituais e eventos universitários.

Por iniciativa do arcebispo, em novembro de 2020 teve início a obra de restauro e modernização da capela, que estava fechada desde o ano de 2010. Os trabalhos foram abrangentes, tendo em vista a situação em que o prédio se encontrava. Foi realizada a troca do telhado, a construção do muro em torno da capela, reforma dos banheiros, troca da tubulação elétrica, além da readequação litúrgica do espaço.

A Capela São Paulo VI será a única capela universitária no país sediada fora de uma universidade. De acordo com o diácono Kleiton Fernandes, coordenador da Pastoral Universitária e responsável por toda articulação para a restauração do templo, além de fazer parte do patrimônio histórico da cidade de Teresina, a igreja vai ser um importante local de evangelização junto aos jovens e universitários.

“Vamos trabalhar a consciência e a fé com os nossos irmãos. Lembrando que a Pastoral Universitária é um serviço da Igreja Católica e que nasceu para ser um espaço abrangente e plural de diálogo entre a ciência e a fé, bem como incentivador da presença da Igreja no meio universitário. A juventude poderá exercer o seu protagonismo, sobretudo, ensinando sobre o meio em que estamos inseridos à luz do Evangelho”, disse.

A reforma do local aconteceu graças a generosidade de muitas pessoas que doaram recursos e até mesmo o próprio trabalho para que o templo pudesse acolher novamente os fiéis. A modernização da capela contou com o projeto da arquiteta Maria Beatriz Chaves e com a execução e fiscalização do engenheiro Fábio Costa. Conforme a arquiteta, uma das principais preocupações durante a reforma foi a preservação dos traços arquitetônicos originais, como a manutenção dos históricos ladrilhos hidráulicos, a conservação das colunas e o restauro das portas do prédio construído nos anos 50.

“É um piso lindo da época em que ela foi construída e é bem característico da capela. Procuramos modificar as cores das paredes para trazer novamente essa leveza para o ambiente. Tiramos algumas portas que estavam destruídas e transformamos em oratórios para aproveitar as peças, e restauramos todas as outras que estavam aqui”, explicou.

Após a missa de reabertura, acontecerá uma quermesse com apresentações musicais e um leilão de peças sacras e de antiguidades inglesas do século XIX para custear as despesas da reforma. No local, equipes vão ser disponibilizadas para o atendimento e orientação ao público.

Restauração da Capela Universitária

Para que a reabertura da capela se tornasse possível foram realizadas rifas, leilões, lives solidárias, doações em contas bancárias para a arrecadação de recursos e materiais para a reforma do local. Em maio deste ano, Dom Jacinto Brito celebrou Santa Missa com o intuito de mobilizar toda a comunidade para a arrecadação de mais recursos para a conclusão das obras.

A comunidade ainda pode contribuir com a doação de recursos para ajudar no funcionamento da Capela Universitária São Paulo VI por meio da conta corrente no Banco do Brasil. AG. 3219-0 e C/C. 10563-5, ou do Pix: pastoraluniversitariateresinapiaui@outlook.com. Para doação de produtos ou materiais, a administração da capela disponibilizou o número (86) 9 9428-7769 para contato.

 

Deixe uma resposta