Sesapi inicia planejamento para vacinação de crianças

A Anvisa aprovou a aplicação da vacina em crianças. Público de 12 anos ou mais já está sendo imunizado.
Secretário estadual da Saúde, Florentino Neto (Foto: Divulgação)

Após aprovação da vacina da Pfizer contra a covid-19 para crianças de 5 a 11 anos pelo Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) nesta quinta-feira (16), o secretário estadual da Saúde, Florentino Neto, já iniciou o diálogo com as equipes técnicas da secretaria para preparar a logística da imunização desse público. O começo da vacinação depende do sinal do Ministério da Saúde.

O Piauí foi o segundo estado brasileiro a requerer à Anvisa a autorização para vacinar as crianças, assim que o imunizante foi liberado em outros países. “Nós mandamos um ofício para a agência brasileira assim que foi liberada a vacina nos EUA. E hoje ficamos muito felizes com a liberação da vacina aqui no Brasil, algo que vem de encontro com o nosso pedido”, lembra Florentino Neto.

De acordo com Florentino, a Secretaria Estadual da Saúde (Sesapi) está aguardando a nota técnica do Ministério da Saúde para poder iniciar o mais rápido possível a vacinação das crianças. “No momento em que recebermos este documento, vamos iniciar os trabalhos juntos aos municípios para que possamos vacinas esse público com a maior celeridade possível”, destaca o gestor.

Segundo a Anvisa, a dose para as crianças entre 5 e 11 anos de idade é de um terço em relação à dosagem já aprovada no Brasil e a formulação pediátrica também é diferente daquela aprovada anteriormente apresentada para o público com mais de 12 anos e, portanto, não pode ser utilizada a formulação de adultos diluída. A criança que completar 12 anos entre a primeira e a segunda dose, deve manter a dose pediátrica.  Segundo a agência, até que saiam mais estudos, é indicado um intervalo de 15 dias entre a vacina da covid-19 e outros imunizantes do calendário infantil.

Por se tratar de um produto diferente, ainda não é possível dizer quando vai ser iniciada a vacinação dessa faixa etária, já que o Ministério da Saúde ainda não tem disponível os imunizantes liberados pela Anvisa. “Após a manifestação do Ministério da Saúde é que será possível saber o intervalo estabelecido e quando vai começar essa vacinação”, explica a Coordenadora a Vacinação Covid-19, Bárbara Pinheiro.

De acordo com a Anvisa, a imunização só poderá ser iniciada após treinamento completo das equipes de saúde que farão a aplicação da vacina. ” Lembramos aos nossos municípios que só poderemos dá início a este processo após a capacitação dos profissionais que irão atuar nas salas de vacina e a chegada das vacinas para essa faixa etária”, reforça a coordenadora.

 

Deixe uma resposta