Piauí está acima da média nacional na vacinação contra covid-19

Os números do Brasil são de 75,09% vacinados coma primeira dose e 65,41% com a segunda dose.
Secretário da Saúde, Florentino Neto (Foto: Divulgação)

O Piauí vem apresentando uma média de vacinação contra a covid-19 acima da média do Brasil, tanto de vacinados com primeira dose como os com o esquema de imunização com as duas doses.

Os números do Brasil são de 75,09% vacinados coma primeira dose e 65,41% com a segunda dose, segundo os dados do Consórcio Nacional de Veículos de Imprensa. Já a média do Piauí é de 77,91% com a primeira dose e 66,16% com o esquema vacinal completo, pois tomaram a segunda dose.

Para o secretário estadual Saúde, Florentino Neto, os números refletem o trabalho do Governo do Estado em parceria com a Sesapi e municípios, desde o início da vacinação, que se empenharam em imunizar os piauienses.

“Sem esse esforço conjunto não conseguiríamos atingir números tão expressivos, porém temos que nos esforçar ainda mais para levar a vacinação a toda população que está apta a receber, em todas as etapas”, disse Florentino.

No total foram aplicadas 4.960.894 doses de vacinas contra a covid-19 pelos municípios do Piauí. Em números globais foram aplicadas 2.556.710 vacinas em primeira dose, 2.121.214 segunda dose, 49.692 dose única e já são 233.178 piauienses que receberam a dose de reforço.

Mesmo com essa média maior que a do Brasil, ainda é necessário continuar a aceleração da vacinação, para evitar o surgimento de novas variantes e manter o controle da pandemia, como lembra o superintendente de Atenção à Saúde e Municípios da Sesapi, Herlon Guimarães.

“Nossos municípios estão fazendo um excelente trabalho na aplicação das vacinas e nossa população está atendendo aos nossos chamados para vacinar. No entanto precisamos continuar a imunizar ainda mais, para não termos novas variantes como a ômicron. Então se você já tomou a primeira dose, volte para tomar a segunda e se for a sua vez de receber o reforço, tome sua dose para ficar mais protegido contra a doença”, enfatiza.

 

Deixe uma resposta