Defesa Civil Municipal cria o Comitê de Ação de Inundação Emergencial

A criação do comitê permite os demais órgãos saberem como agir em situações emergenciais.
Gerente de Operações, Marcos Rolf (Foto: Roberta Aline/Ascom/Semdef)

A Secretaria Municipal de Defesa Civil (Semdef) reuniu-se segunda-feira (13) com 14 órgãos da Prefeitura de Teresina para a criação do 1° Comitê de Ação de Inundação Emergencial para a cidade de Teresina.

“Estamos trabalhando em conjunto com os órgãos para evitar situações de enchentes, desabamentos e outros desastres naturais que colocam famílias em situações de risco. A criação do comitê permite os demais órgãos saberem como agir em situações emergenciais”, afirma o secretário Carlos Ribeiro.

O coordenador de planejamento da Semcaspi (Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas), Paulo Arrais, destaca o fluxo de ações por parte de cada órgão. “É importante cada secretaria se organizar com um plano de ação para atuar prontamente em suas devidas competências”, disse.

O comitê de ação será composto pelas secretarias municipais de Defesa Civil, de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas, de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Meio Ambiente, da Educação, as Superintendências das Ações Administrativas Descentralizadas (Saads), Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), Fundação Municipal de Saúde (FMS) e Superintendência Municipal de Desenvolvimento Rural (SDR).

Plano de ação

O plano de ação visa orientar, definir e organizar as ações a serem executadas diante o fenômeno de inundação e assim aperfeiçoar e implementar estas ações a fim de aumentar a capacidade de resposta a situação crítica, além de prevenir e minimizar os danos à população inundada.

Segundo Marcos Rolf, gerente de Operações da Defesa Civil Municipal, o objetivo do Plano de Ação é orientar sobre a necessidade de atuação numa situação de emergência.

“Este plano de ação da Semdef descreve as ações, definições, funções e metodologias de execução para situações de risco por meio da equipe multidisciplinar”, disse.

 

Deixe uma resposta