Seis e Meia: Hoje tem Margareth Menezes no 4 de Setembro

O público deverá apresentar carteira de vacinação contra a covid-19. A cantora piauiense Tânia Nery fará o show de abertura. 

A cantora Margareth Menezes se apresenta hoje (17) no Theatro 4 de Setembro, em Teresina, pelo Projeto Seis e Meia. O show terá plateia limitada, com exigência de apresentação da carteira de vacinação contra a covid-19. A cantora piauiense Tânia Nery será a atração de abertura da noite. Este é o segundo espetáculo da temporada. O projeto foi suspenso em 2020 por causa da pandemia.

Cantora Margareth Menezes (Foto: José de Holanda)

Uma das vozes mais potentes da música nacional, a cantora e compositora vive um novo momento de sua trajetória artística com marcos importantes: foi indicada pela quarta vez ao Grammy, a maior premiação de música do mundo; atuou como protagonista em um seriado de streaming voltado para a população negra; e foi nomeada embaixadora do Folclore e da Cultura Popular do Brasil pela IOV/Unesco.

O álbum mais recente, “Autêntica”, lançado em 2019, já anunciava um prelúdio de novos fazeres. Produzido onze anos após seu último disco em estúdio, a obra é uma celebração às mulheres e às questões sobre negritude, além de uma ode à faceta compositora de Margareth.

O CD contém 13 canções, entre autorais e de compositores parceiros, que perpassam a feminilidade e conceitos afins. Produzido por Tito Oliveira e gravado em quatro cidades do mundo – Salvador, São Paulo, Nova Iorque e Paris -, o disco foi indicado ao Grammy Latino 2020 na categoria de Melhor Álbum de Música de Raízes em Língua Portuguesa.

Atualmente, apresenta o show Afropop, com sucessos que a consagraram como principal representante do gênero no Brasil e que traz músicas que hits como “Faraó”, “Dandalunda”, “Elegibô”, “Toté de Maianga”, “Alegria da Cidade” e as novas “Canto da Massa” e “Todo Mundo’.

O Projeto Seis e Meia é uma realização do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Cultura do Piauí (Secult) e traz artistas de renome nacional para os palcos dos teatros do estado.

 

Deixe uma resposta