Piauí soma 7.127 mortes por covid-19 e mais de 328 mil casos

O estado registrou três mortes nas últimas 24 horas e 267 novos casos, segundo o balanço diário da Sesapi.

O Piauí chegou hoje a 7.127 vidas perdidas para a covid-19, com o acréscimo de três mortes registradas nas últimas 24 horas, segundo o balanço divulgado nesta quinta-feira (11) pela Secretaria Estadual da Saúde (Sesapi).

Já o total de casos confirmados da doença subiu para 328.083, de acordo com a pasta. O boletim de hoje registra 267 novos diagnósticos positivos da doença.

As mortes recentes ocorreram em Castelo do Piauí, Teresina e Parnaíba. As cidades mais afetadas pela covid-19 são Teresina, com 2.581 perdas, e Parnaíba, 448 vítimas.

Segundo o levantamento da Secretaria da Saúde, há 190 pacientes hospitalizados no Piauí para tratamento das complicações provocadas pela infecção. Destes, 85 foram levados para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Vacinação

O estado atingiu hoje o total de 2.403.661 pessoas vacinadas com a primeira dose de um dos três imunizantes utilizados no Piauí. Esse número representa 73,25% da população do estado.

Até agora, 1.693.326 piauienses tomaram a segunda dose e completaram assim o esquema vacinal. Com as 49.547 que tomaram a dose única da Janssen, o total de pessoas completamente imunizadas chega a 53,11%.

Segundo o Vacinômetro, aplicativo da Sesapi que acompanha a vacinação, o estado já aplicou a terceira dose em 97.343 pessoas.

Estabilidade

A pandemia de covid-19 segue em tendência de estabilidade no Piauí. Levando em consideração os últimos 14 dias, a variação de casos é de 4% com média móvel de 210 casos, segundo a Sesapi. As mortes provocadas pela doença caíram 26 % com média móvel de dois óbitos.

Além do significativo avanço na vacinação, Florentino Neto destaca a eficácia das medidas adotadas pelo Governo do estado no combate à pandemia e reforça que, além da imunização, o uso de máscara e o distanciamento social foram fundamentais para o Piauí alcançar os números atuais de controle do coronavírus.

 

Deixe uma resposta