Piauí passa mais um dia sem registrar mortes por covid-19

O estado conta atualmente com mais de 326,3 mil casos da doença. No total, são 7.018 vidas perdidas na pandemia.

Mais uma vez, o Piauí passou 24 horas sem registrar mortes por covid-19, segundo o boletim divulgado na noite de hoje (3) pela Secretaria Estadual da Saúde (Sesapi). Ontem (2), foram cinco óbitos. O total é de 7.018 vidas perdidas.

De ontem para hoje, o estado registrou 255 casos da doença provocada pelo novo coronavírus. Ao todo, são 326.344 pessoas contaminadas desde o início da pandemia, em março de 2020.

De acordo com o levantamento diário da Sesapi, há 200 leitos ocupados pacientes de covid-19 no Piauí. Destes, 87 fazem tratamento na unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Vacinação

Os dados do Vacinômetro, aplicativo da Sesapi, mostra o avanço da vacinação contra a covid-19 no estado. Confira:

Primeira dose: 2.336.374 pessoas vacinadas – 71,20% da população;

Segunda dose: 1.518.803;

Dose única: 49.499 pessoas vacinadas com a Pfizer;

Piauienses totalmente imunizados (segunda dose e dosagem única): 47,79%;

Até agora, foram aplicadas 39.764 doses de reforço, em pessoas acima de 60 anos ou trabalhadores da área da saúde.

Covid-19 no Brasil

Desde o começo da pandemia, foram infectadas pelo novo coronavírus até esta quarta-feira (3) 21.835.785 pessoas. Nas últimas 24 horas, houve 14.661 novos casos de covid-19 no país.

Já o total de vidas perdidas para a pandemia chegou a 608.235. Entre ontem e hoje, secretarias de saúde confirmaram 164 novas mortes.

Os dados de hoje do Ministério da Saúde não incluíram as informações do Ceará.

Segundo o balanço do Ministério da Saúde, no topo do ranking de estados com mais mortes por covid-19 registradas até o momento estão São Paulo (152.098), Rio de Janeiro (68.391), Minas Gerais (55.613), Paraná (40.542) e Rio Grande do Sul (35.525).

Já os estados com menos óbitos resultantes da pandemia são Acre (1.845), Amapá (1.993), Roraima (2.030), Tocantins (3.882) e Sergipe (6.031).

Da Redação e Agência Brasil

 

Deixe uma resposta