Piauí tem duas mortes e mais 156 casos de covid-19

No total, mais de 325,9 mil pessoas pegaram a doença no estado. Destes, 7.103 morreram.

Com duas mortes registradas nas últimas 24 horas, o Piauí chegou hoje (1º) a 7.103 vidas perdidas para a covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus.

Os dados são da Secretaria Estadual da Saúde (Sesapi), que registrou 156 casos da doença. No total, são 325.971 contaminados desde o início da pandemia, em março de 2020.

Segundo a pasta, as vítimas recentes são dois homens residentes em Altos e Cabeceiras do Piauí. Teresina é a cidade com maior número de óbitos: 2.576 ocorrências até agora.

O Piauí tem atualmente 205 leitos da ala covid ocupados, sendo que 91 ficam na unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Vacinação

Confira os dados atualizados da vacinação no Piauí, com base no Vacinômetro:

Primeira dose: 2.322.607 pessoas vacinadas – 70,78% da população piauiense;

Segunda dose: 1.496.198 com o ciclo vacinal completo;

Dose única: 49.499

Com a soma das pessoas que tomaram as duas doses com aquelas que receberam a dosagem única, da Pfizer, o estado tem 47,10% da população totalmente vacinada.

Até agora, 35.865 piauienses tomaram a dose de reforço. Nesta fase, a campanha de vacinação está atendendo os idosos e trabalhadores da área da saúde.

Covid-19 no Brasil

O balanço divulgado nesta segunda-feira (1º) pelo Ministério da Saúde registra 3.838 novos diagnósticos de covid-19 em 24 horas. O dado eleva para 21.814.693 o número de pessoas infectadas pela doença desde o início da pandemia no país.

As mortes pelo novo coronavírus ao longo da pandemia aproximam-se de 608 mil. Em 24 horas, as autoridades de saúde notificaram 98 novos óbitos, totalizando 607.922.

Os estados com mais mortes são os seguintes: São Paulo (152.019), Rio de Janeiro (68.370), Minas Gerais (55.588), Paraná (40.517) e Rio Grande do Sul (35.500).

Já as unidades da Federação com menos óbitos são Acre (1.845), Amapá (1.993), Roraima (2.029), Tocantins (3.879) e Sergipe (6.031).

Da Redação e Agência Brasil

 

Deixe uma resposta