Bruno Fratus ganha medalha de bronze na natação 50m livre

O americano Caleb Dressel foi ouro, 21s07, novo recorde olímpico, e o francês Florent Manaudou levou a prata, com 21s55.
Medalhista Bruno Fratus (Foto: Jonne Roriz/COB)

O nadador Bruno Fratus encerrou a participação da natação brasileira nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020 com mais um pódio. O brasileiro terminou em terceiro lugar nos 50m livre, a prova mais veloz da natação, com o tempo de 21s57, e assegurou a medalha de bronze.

O americano Caleb Dressel foi ouro, 21s07, novo recorde olímpico, e o francês Florent Manaudou levou a prata, com 21s55.

O nadador contou que tentou se desligar e focar apenas na competição quando chegou a Tóquio.

“Um dos motivos pelo qual saí de rede social aqui é porque precisava estar isolado no meu mundo”, disse.

Após a prova, Fratus beijou e abraçou o bloco de largada. Com a medalha no peito, beijou o pódio e correu para abraçar Michelle, que estava na área da piscina.

A medalha de Fratus também representa a primeira de um atleta treinado por uma mulher na natação brasileira. Ele é orientado pelo americano Breatt Hawke e por sua esposa, Michelle Lenhardt, ex-nadadora olímpica, que o acompanhou em Tóquio.

Fratus já havia chegado a duas finais em Jogos nos 50m livre: foi quarto colocado em Londres 2012 e sexto no Rio 2016.

A natação do Brasil foi responsável pela conquista de duas medalhas para o Time Brasil no Japão. Fenando Scheffer, nadando na raia 8, também ganhou um bronze nos 200m livre, com 1min44s66. Foi a 14a conquista do país na modalidade na história em Jogos Olímpicos.

COB

 

Deixe uma resposta