Sedentarismo mata milhares de pessoas por ano

No Brasil, são mais de 300 mil mortes por ano. No mundo, segundo a OMS, número passa de 3,2 milhões.

Sedentarismo constitui-se na condição de vida em que as pessoas não se exercitam o suficientemente ou então não se exercitam de forma alguma. As doenças ao sedentarismo, considerado um dos maus século, matam mais de 300 mil pessoas por ano, somente no Brasil, segundo dados da OMS (Organização Mundial da Saúde). No mundo, são aproximadamente 3,2 milhões de mortes a cada ano por conta do sedentarismo.

Um em cada 3 adultos no mundo não pratica níveis recomendados de atividades físicas. Conforme dados do IBGE 2017. O motivo principal mais citado pelas pessoas que pararam de praticar atividade física foi a falta de tempo (51%), seguido de problemas de saúde ou idade (20,3%), enquanto 13,9% disseram realmente não gostarem de se movimentar.

A OMS definiu algumas recomendações sobre atividade física. No caso de crianças e adolescentes foi recomendado 60 minutos por dia de atividade física moderada a intensa. Já para adultos, ficou preconizado 150 minutos por semana. Ou seja, 30 minutos diários de atividade moderada. Se você não se enquadrar nessas condições você é considerado sedentário.

Para que esse cenário seja mudado, especialistas ressaltam que a atividade física ideal é aquela que você tenha alguma afinidade, pois a chance de fidelização é bem maior. Assim como praticar aulas coletivas. Outro aspecto importante é a conscientização de que atividade física realmente é fundamental para a saúde.

Os gestores têm também seu papel no sentido de proporcionar condições para a prática de atividades físicas para a população, como por exemplo a interdição de avenida Raul Lopes em horários específicos para a prática de atividade física.

E sempre importante lembrar que o ideal, antes de se engajar num programa de exercícios, que se faça um chekup médico e procure uma orientação de Educação Física. Mas também se você não puder, faça por sua conta mesmo, pois o risco do sedentarismo para sua saúde é maior que fazer por sua conta e risco.

Caminhada na Avenida Raul Lopes, exclusiva para atividades físicas aos domingos, das 17h às 20h

 


DEMÓSTENES RIBEIRO é professor de Educação Física formado pela Universidade Federal do Piauí (UFPI), com pós-graduação em Gerontologia (UFPI), pós-graduação em Treinamento Desportivo e Fisiologia pela Faculdade Gama Filho (RJ), pós-graduação em Aspectos da Medicina Esportiva pela Unopar (PR). Com mais de 33 anos de experiência, Demóstenes é um dos profissionais com mais experiência na área.

 

Deixe uma resposta