Piauí recebe mais de 21 mil doses da vacina Janssen

O estado também vai receber mais de 44 mil doses do imunizante CoronaVac, segundo a Sesapi, que coordena a vacinação.
Piauí recebe nova remessa de vacinas contra a covid-19 (Foto: Divulgação/Sesapi)

O Piauí recebeu na tarde de hoje (24) o primeiro lote da vacina Janssen. Segundo a Secretaria Estadual da Saúde (Sesapi), foram 21.250 doses do imunizante da Johnson & Johnson e 44.800 doses da CoronaVac. Na sexta-feira (25) vai chegar 31.590 doses da Pfizer. Todas são contra a covid-19.

Todos os municípios piauienses vão receber doses desta vacina da Janssen. “Mais uma vacina para ajudar na aceleração da vacinação. Pedimos aos municípios que assim que receberem as doses, apliquem o mais rápido possível na população e façam o registro nos sistemas”, disse o secretário da Saúde, Florentino Neto.

Além de ter se mostrado segura e eficaz e ter a aprovação emergencial da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) desde o final de março, a vacina da farmacêutica Johnson & Johnson traz uma vantagem importante: ao contrário dos outros imunizantes já em uso, ela é aplicada em apenas uma dose.

“Isso amplia o número de pessoas que pode ser protegida e facilita todo o processo, uma vez que não há necessidade de voltar ao posto de saúde após algumas semanas para completar o esquema vacinal. Porém, aqueles que já tomaram as doses das outra vacinas que precisam de duas necessitam voltar aos postos de saúde nas datas estabelecidos pelos municípios e completar seu esquema”, lembrou o gestor.

As vacinas da Janssen e da CoronaVac serão distribuídas de acordo com a resolução da Comissão Intergestora Bipartite. Sendo 50% para a população em geral de 18 a 59 anos não contemplada em grupos prioritários, 30% para pessoas com comorbidades, deficiência permanente, gestantes e puérperas com comorbidades e para 20% o pessoal dos serviços essenciais escolhidos pelos conselhos municipais de saúde.

Por conta das vacinas chegarem em dias diferentes, a Sesapi vai realizar a entrega dos imunizantes às regionais de saúde no sábado (26), para que os municípios possam fazer a retirada. “Pedimos às secretarias municipais de Saúde retirarem essas vacinas o mais rápido possível e realizem a vacinação”, destacou Florentino Neto.

(Matéria atualizada às 16h46)

 

Deixe uma resposta