Piauí atinge o total de 6.490 mortes por covid-19

No Brasil, são mais de 509 mil óbitos desde o início da pandemia, com 18.243.483 pessoas foram infectadas pelo novo coronavírus.

O Piauí atingiu hoje o total de 6.490 mortes por covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus. Nas últimas 24 horas, o estado registrou oito perdas para a infecção, além de reconhecer 14 óbitos ocorridos em datas anteriores. Os dados divulgados nesta quinta-feira (24) são da Secretaria Estadual da Saúde (Sesapi).

A pasta também informou o registro de 933 casos entre ontem e hoje. Com isso, o estado chegou a 293.616 pessoas infectadas pelo novo coronavírus. A cidade mais castigada pela pandemia é Teresina, com 99.697 casos e 2.407 vidas perdidas desde o início da pandemia, em março de 2020.

A capital registrou uma vítima da covid-19 nas últimas 24 horas e reconheceu sete óbitos de outras datas que estavam sob investigação epidemiológica, se acordo com o levantamento diário do governo.

O balanço da Sesapi mostra redução no número de pessoas internadas para tratamento da doença. Hoje, há 669 pacientes internados, sendo 276 na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Covid-19 no Brasil

Desde o início da pandemia, 18.243.483 pessoas foram infectadas pelo novo coronavírus. Nas últimas 24 horas, foram registrados 73.602 novos casos.

Já a soma de vidas perdidas para a pandemia alcançou 509.141. Entre ontem e hoje (24), foram registradas 2.032 novas mortes por covid-19.

Os dados estão na atualização diária do Ministério da Saúde, divulgada na noite desta quinta-feira (24). O balanço é produzido a partir das informações sobre casos e mortes recolhidas pelas secretarias estaduais de saúde.

O ranking de estados com mais mortes pela covid-19 é liderado por São Paulo (124.606). Em seguida vêm Rio de Janeiro (54.848), Minas Gerais (45.245), Rio Grande do Sul (30.873) e Paraná (30.338). Já na parte de baixo da lista, com menos vidas perdidas para a pandemia, estão Roraima (1.723), Acre (1.735), Amapá (1.817), Tocantins (3.148) e Alagoas (5.218).

Da Redação e Agência Brasil

 

Deixe uma resposta