Cuidados com a covid devem ser mantidos mesmo após a 2ª dose

Infectologista José Noronha alerta que é preciso manter distanciamento social, higienização das mãos, uso de álcool e máscara.

A Secretaria Estadual da Saúde (Sesapi) alerta que mesmo depois de concluir o ciclo de imunização com as duas doses da vacina, é preciso manter a rotina de cuidados contra o coronavírus. O vacinômetro da Sesapi, atesta que o estado do Piauí já atingiu a marca de 1.499.527 doses aplicadas da vacina contra a covid-19. Já foram vacinados 769.903 piauienses com a primeira dose e 306.667 com a segunda.

Uso de máscara é obrigatório (Foto: Divulgação)

O infectologista e diretor do Hospital Natan Portela, José Noronha, disse que a vacina traz alívio, mas não é possível ainda relaxar nos cuidados. Noronha ressalta a importância de tomar a segunda dose da vacina para garantir um resultado positivo.

“A segunda dose é o reforço da primeira. Ela provoca um estímulo no sistema imunológico e garante taxas de sucesso maiores na proteção contra a doença. Devem ser aplicadas dentro do prazo estabelecido e observado também o tipo de imunizante usado”, explicou.

Depois de tomar a segunda dose é fundamental manter os mesmos cuidados porque a pessoa pode vir a ser infectada pelo vírus. Mesmo se não desenvolver a doença, ela pode transmitir o vírus. “Deve ser mantido o distanciamento social, uso de máscara e higienização constante das mãos até que boa parte da população esteja imunizada. Nenhuma vacina é 100% eficaz e sempre existe o risco de as pessoas adoecerem”, alertou José Noronha.

“Estamos avançando na vacinação dos piauienses e essas mais de um milhão de doses aplicadas é fruto dos esforços da Sesapi e das secretarias municipais de Saúde, que estão trabalhando incansavelmente para vacinar nosso povo”, disse o secretário estadual da Saúde, Florentino Neto.

Com essa marca o estado conta com 9,31% de sua população imunizada com as duas doses das vacinas e 23,28% com a primeira. O ciclo de imunização fecha quando a pessoa toma as duas doses da vacina.

 

Deixe uma resposta