Governador assina PPP do Centro de Convenções

A empresa terá o uso pelos próximos 20 anos, e será responsável pela modernização, exploração, operação e manutenção do equipamento.
Solenidade de assinatura do contrato da PPP do Centro de Convenções (Foto: Paulo Barros)

O governador Wellington Dias assinou, nesta quarta-feira (9), o contrato de concessão do Centro de Convenções de Teresina. A gestão ficará com a empresa DMDL Montagens de Stands Ltda, que pretende iniciar as obras e entregá-las por etapas, com finalização em até 12 meses.

No projeto elaborado pela Secretaria Estadual do Turismo (Setur) e Superintendência de Parcerias e Concessões (Suparc), a empresa terá o uso pelos próximos 20 anos e será responsável pela modernização, exploração, operação e manutenção do equipamento. A concessionária deve investir entre R$ 7 milhões e R$ 10 milhões.

Toda a infraestrutura visa a contribuir para o desenvolvimento do turismo de negócios e serviços da capital. “Falta cerca de 20% para a conclusão da reforma, modernização e ampliação do Centro de Convenções e, hoje, assinamos esse contrato de Parceria Público-Privada com uma empresa bastante conhecida no mercado de eventos, que tem experiência na parte de arquitetura promocional”, afirmou o secretário do Turismo, Flávio Nogueira.

De acordo com a superintendente de Parcerias e Concessões, Viviane Moura, as obras serão entregues por etapa para que a população já consiga utilizar o espaço. “Agora, a concessionária assume a gestão do equipamento e, após um período de transição, vai começar a fazer algumas intervenções para que, na sequência, começarmos efetivamente as obras, com previsão de conclusão até junho 2022”, ressaltou.

Conforme o projeto, a empresa DMDL Montagens de Stands assumirá a conclusão do restante da atual obra, além de equipar e mobiliar o Centro de Convenções. A iniciativa contempla um auditório para 1.200 pessoas, um bloco para área administrativa com salas para eventos pequenos e médios, banheiros adaptados, um restaurante, um estacionamento com mais de 300 vagas, lanchonete, além das áreas externas.

“Hoje, é a assinatura do contrato. Na próxima semana, teremos a primeira reunião de recebimento do pavilhão do Centro de Convenções e 12 meses para a conclusão das obras. As entregas vão acontecer de forma parcial. A primeira etapa será a liberação do estacionamento e, depois, a entrega do restaurante. A cada três ou quatro meses, pretendemos entregar as outras etapas”, confirmou Frederico Freitas, empresário sócio da empresa DMDL.

 

Deixe uma resposta