Escola cobra participação das crianças nas aulas remotas

As atividades escolares estão acontecendo através do sistema remoto desde o ano passado, por causa da pandemia do novo coronavírus.

Para ampliar a participação dos alunos nas atividades remotas, a Escola Municipal Professor José Camillo da Silveira Filho elaborou um plano de intervenção para cada ano escolar. Alunos com 100% de frequência são premiados mensalmente. As aulas presenciais estão suspensas por causa da pandemia.

A unidade de ensino utiliza a plataforma MobiFamilia como principal instrumento de ensino-aprendizagem, por isso concentra esforços na mobilização para elevar a assiduidade dos alunos. Já com as crianças que não possuem acesso à internet, a equipe escolar faz uma busca ativa e insiste para que os pais peguem as atividades impressas na escola.

“Consideramos baixa participação aquela menor de 30%. Sabemos das dificuldades das famílias em manter um ritmo de estudos em meio a pandemia, mas não podemos descuidar da educação das crianças, por isso é um esforço conjunto”, disse o diretor Renato Rodrigues.

Para alcançar os resultados esperados, a gestão da escola entra em contato com cada família, realiza sorteios de brindes, faz comunicados com som amplificado na comunidade, reforça as atividades lúdicas e até distribui medalhas para os campeões de participação.

 

Deixe uma resposta