Hospitais devem planejar retorno de cirurgias eletivas

As cirurgias eletivas foram suspensas para garantir vagas nos hospitais da rede pública para os pacientes diagnosticados com a covid-19.

A Superintendência de Gestão da Rede de Média e Alta Complexidade, da Secretaria Estadual da Saúde (Sesapi), expediu um ofício aos hospitais da rede estadual de saúde, para que iniciem o planejamento o para retorno das cirurgias e procedimentos ambulatoriais.

Desde o dia 1º de maio as unidades hospitalares foram informadas sobre a necessidade de retorno gradual das atividades eletivas – cirurgias e ambulatório- porém o planejamento deve ocorrer de forma gradual e respeitando as disponibilidade de medicamentos, EPI’s, insumos e realocação de profissionais da saúde.

“Notificamos nossos hospitais, através de ofício, para que iniciem o processo de planejamento da retomada dos procedimentos eletivos, no entanto, precisamos que os mesmo possuam pessoal e insumos necessários para a realização de cirurgias principalmente”, disse o secretário da Saúde, Florentino Neto.

Para o retorno das cirurgias e consultas eletivas os hospitais precisam enviar um relatório para a superintendência e após atenderem aos critérios estabelecidos no documento, os mesmos poderão retomar os procedimentos de forma gradual.

Mesmo com a paralisação, por causa da pandemia, os hospitais do estado permanecem realizando alguns serviços como : atendimento ambulatorial de alto risco da Maternidade Dona Evangelina Rosa, cirurgias da regulação, procedimentos de urgência e emergência, oncológicos, cardíacos e neurocirúrgicos.

“Nunca paramos com alguns serviços como os da maternidade e cirurgias de urgência de março de 2020 a maio de 2021. Agora, precisamos ter a desocupação dos leitos, que são utilizados no pós-operatório para retomar, de maneira gradual, as cirurgias eletivas”, disse o gestor.

 

Deixe uma resposta