Piauí: grávidas devem tomar AstraZeneca só com ordem médica

A orientação é da Sesapi. Já a Anvisa, em nota técnica, recomendou a suspensão da vacinação de gestantes.

A Secretaria Estadual da Saúde (Sesapi) orienta aos municípios piauienses que as grávidas recebam a dose da vacina AstraZeneca, contra a covid-19, somente com orientação médica. A pasta fez a recomendação hoje (11), após divulgação de nota técnica da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O órgão recomenda que o imunizante não seja aplicado em gestantes.

“Neste caso é bastante preventivo que as gestantes possam definir com o seu médico a melhor maneira na condução desta vacinação”, disse o superintendente de Atenção à Saúde Municípios, da Sesapi, Herlon Guimarães.

De acordo com o superintendente, a secretaria está aguardando um documento oficial do Ministério da Saúde, sobre os procedimentos a serem adotados em relação a este assunto.

A orientação da Anvisa é que a indicação da bula da vacina da AstraZeneca seja seguida pelo Programa Nacional de Imunização (PNI). Esta recomendação é resultado do monitoramento de eventos adversos feito de forma constante sobre as vacinas contra Covid em uso no país.

O uso off label de vacinas, ou seja, em situações não previstas na bula, só deve ser feito mediante avaliação individual por um profissional de saúde que considere os riscos e benefícios da vacina para a paciente. A bula atual da vacina contra covid da AstraZeneca não recomenda o uso da vacina por gestantes sem orientação médica.

A Coordenação Geral do Plano Nacional de Imunização também vai emitir, ainda nesta terça-feira, um comunicado com mais detalhes sobre as orientações a seguir, pelos municípios.

No momento, 12 estados já suspenderam a vacinação de gestantes. Entre eles estão Rio de Janeiro, São Paulo e Minhas Gerais.

Nota técnica

Anvisa recomendou nesta segunda-feira (10) a suspensão imediata do uso da vacina Covid da AstraZeneca/Fiocruz em mulheres gestantes. A orientação está em nota técnica emitida pela Agência.

A orientação da Anvisa é que a indicação da bula da vacina da AstraZeneca seja seguida pelo Programa Nacional de Imunização (PNI). Esta recomendação é resultado do monitoramento de eventos adversos feito de forma constante sobre as vacinas contra Covid em uso no país.

O uso off label de vacinas, ou seja, em situações não previstas na bula, só deve ser feito mediante avaliação individual por um profissional de saúde que considere os riscos e benefícios da vacina para a paciente. A bula atual da vacina contra Covid da AstraZeneca não recomenda o uso da vacina por gestantes sem orientação médica.

 

Deixe uma resposta