Prefeitura de Teresina define funcionamento do comércio

Novo decreto do prefeito Dr. Pessoa determina horários de abertura do comércio, bares e restaurantes até domingo.

O prefeito de Teresina, Dr. Pessoa, editou decreto que define o funcionamento do comércio na capital entre hoje (10) e domingo (16). Até sábado (15), as lojas de rua podem funcionar com uma jornada de até 9 horas diárias. O expediente dos shopping centers será das 10h às 22h.

No dia 16, está permitido o funcionamento do comércio somente pelo sistema delivery ou drive-thru. Os bares e restaurantes poderão abrir até às 23h, de segunda a sexta-feira (14), com música ao vivo ou som mecânico, mas sem aglomerações.

Em relação ao dia 15 (sábado), bares e restaurantes poderão funcionar com apresentação de músicos somente até às 20h, sendo permitido o uso de som mecânico até às 23h.

O expediente de mercearias, mercadinhos, mercados, supermercados, hipermercados, padarias e lojas de produtos alimentícios encerrará às 23h neste período.

As igrejas e outros templos religiosos estão autorizadas a funcionar com capacidade de público de 25%, em três celebrações diárias, com duas horas de duração.

O decreto municipal seja as mesmas regras determinadas pelo documento baixado pelo governador Wellington Dias, com validade em todo o Piauí, e que entrou em vigor nesta segunda-feira.

Imunidade de rebanho

Para justificar as medidas, o prefeito Dr. Pessoa afirma no decreto que “nas últimas semanas houve um visível avanço na disponibilização de doses de vacinas, o que tem possibilitado a chamada imunização de rebanho”.

Em Teresina, essa situação deve acontecer somente após 75% da população receber as duas doses da vacina contra o coronavírus. Até agora, apenas 15% tomaram a primeira dose e 8,5% a segunda, que completa o ciclo da imunização.

Ainda de acordo com o documento do prefeito houve uma ampliação no número de leitos clínicos e de terapia intensiva para os pacientes de covid-19. Além disso, diz o texto, a fila por vagas na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) está zerada.

Confira o decreto

 

Deixe uma resposta