Piauí tem 5.203 mortes por covid e quase 244 mil casos

Teresina é o centro da pandemia no estado, com 86 mil casos e 1.988 vidas perdidas para o novo coronavírus.

O Piauí tem 243.972 casos confirmados e 5.203 mortes por novo coronavírus (covid-19) desde o início da pandemia, informou hoje (3) a Secretaria Estadual da Saúde (Sesapi). Somente nas últimas 24 horas foram registrados 1.038 diagnósticos positivos e 21 vidas perdidas.

Os óbitos recentes ocorreram em Teresina (11), Uruçuí (2), Caridade do Piauí, Esperantina, Lagoinha do Piauí, Parnaíba, Pedro II, Altos, Lagoa do Sítio e Palmeirais.

Teresina é o foco da pandemia no Piauí, com 86.198 pessoas infectadas pelo vírus e 1.988 vítimas, de acordo com o balanço diário do governo.

O estado conta atualmente com 1.161 pacientes internados para tratamento da covid-19. Destes, 413 estão na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Números da covid no Brasil

As vidas perdidas para a pandemia da covid-19 subiram para 408.622 no Brasil, segundo a última atualização do Ministério da Saúde, divulgada na noite desta segunda-feira (3). Nas últimas 24 horas, foram registradas 983 novas mortes em função da covid-19.

Já o total de pessoas infectadas desde o início da pandemia subiu para 14.779.529. De ontem para hoje, as secretarias de Saúde acrescentaram às estatísticas 24.619 diagnósticos positivos. Ontem, o total de casos confirmados pelas autoridades de saúde era 14.754.910.

As informações do balanço do Ministério da Saúde são divulgadas a cada dia no início da noite, a partir dos dados enviados pelas secretarias estaduais de Saúde sobre novos casos e mortes registrados no dia.

O ranking de estados com mais mortes pela covid-19 é liderado por São Paulo (97.172), seguido do Rio de Janeiro (44.897), Minas Gerais (34.313), Rio Grande do Sul (25.165) e Paraná (22.674). Já na parte de baixo da lista, com menos vidas perdidas para a pandemia, estão Roraima (1.513), Acre (1.522), Amapá (1.561), Tocantins (2.587) e Alagoas (4.275).

Da Redação e Agência Brasil

 

Deixe uma resposta