Com vacinação, Teresina reduz morte de idosos por covid em 35%

Os dados são do Comitê de Operações Especiais (COE) correspondentes a este ano. A campanha de imunização começou pelos idosos.

Teresina registrou a redução de 35% nos óbitos provocados pela covid-19 e de 22% de internações em pessoas com idade igual ou superior a 80 anos. Os dados são do Comitê de Operações Especiais (COE) correspondentes a este ano.

Conforme a análise do COE, até o momento, esse foi o grupo prioritário com o esquema completo de vacinação contra a covid-19. No caso das internações, os pacientes podem ser oriundos de várias cidades, já a contabilização dos óbitos é restrita a quem declarou domicílio em Teresina.

O presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Gilberto Albuquerque, avalia que esses dados refletem a eficácia da vacinação. A imunização só acontece 20 dias após a pessoa receber a segunda dose da vacina.

“O resultado tem sido satisfatório, tanto na redução de internações como no de óbitos, por essa razão pedimos que as pessoas não deixem de ir se vacinar quando está disponibilizada a dose nos postos”, diz.

O presidente do COE, infectologista Walfrido Salmito, lembra que, mesmo vacinadas, as pessoas devem manter todos os cuidados. “Não é tempo para relaxar nas medidas de proteção. É necessário manter o uso de máscaras, fazer a lavagem das mãos e evitar aglomerações”, orienta.

Sobre a vacinação contra a covid-19, a FMS segue aplicando doses nesta quarta (28) com primeira dose dos idosos de 64 anos e segunda dose para idosos de 69 anos, na modalidade drive-thru, em Teresina.

Ascom/PMT

 

Deixe uma resposta