Saiba o que funciona neste final de semana no Piauí

O decreto estadual com medidas restritivas tem o objetivo de combater o avanço do novo coronavírus no estado.
Comércio de rua não funciona neste sábado (Foto: Edcícero)

O decreto estadual em vigor até às 5h do dia 26 determina que somente os serviços essenciais estão liberados para funcionar neste final de semana no Piauí. O objetivo das medidas restritivas é reduzir os números de mortes e casos confirmados de covid-19.

Supermercados, farmácias, postos de combustíveis e padarias, entre outros, podem funcionar no sábado (24) e domingo (25). Além disso, está valendo o toque de recolher, das 23h às 5h do dia seguinte.

Templos, igrejas, centros espíritas e terreiros podem funcionar com atividades presenciais com público limitado a 25% da capacidade. Está liberada apenas uma celebração diária, com duas horas de duração no máximo.

As lojas do comércio de rua e dos shoppings centers não abrirão no fim de semana.

Confira o que pode funcionar:

– mercearias, mercadinhos, mercados, supermercados, hipermercados, padarias e produtos alimentícios;

– farmácias, drogarias, produtos sanitários e de limpeza;

– bancos e lotéricas;

– oficinas mecânicas e borracharias;

– lojas de conveniência e lojas de produtos alimentícios situadas em rodovias estaduais e federais, exclusivamente para atendimento de pessoas em trânsito;

– postos revendedores de combustíveis e distribuidoras de gás;

– hotéis, com atendimento exclusivo dos hóspedes;

– distribuidoras e transportadoras;

– serviços de segurança pública e vigilância;

– serviços de alimentação preparada e bebidas exclusivamente para sistema de delivery ou drive-thru;

– serviços de telecomunicação, processamento de dados, call center e imprensa;

– serviços de saúde, respeitadas as normas expedidas pela Secretaria da Saúde do Estado do Piauí;

– serviços de saneamento básico, transporte de passageiros, energia elétrica e funerários;

– agricultura, pecuária, extrativismo e indústria;

– templos, igrejas, centros espíritas e terreiros.

 

Deixe uma resposta