Monise Borges fará apresentação dedicada “às meninas dessa terra”

O show será exibido através do canal no YouTube da cantora e compositora piauiense, na sexta-feira, a partir das 20h.
Cantora e compositora Monise Borges (Foto: José Ailson – Um Zé)

A cantora e compositora Monise Borges fará uma apresentação intitulada “às meninas dessa terra”. O show será às 20h desta sexta-feira (23), no canal da artista no YouTube. O repertório terá canções que contam a história da cantora, suas lutas e ancestralidade.

“Pensamos num formato intimista, num espaço em que nos sentíssemos abraçados e em casa, então escolhemos a Toccata para ser palco dessa apresentação. O público que assistir sentirá que faz parte daquilo, o resultado ficou muito emocionante e bonito. Digamos que abrimos não só as portas da Toccata, mas abrimos o nosso coração e a nossa alma para que o público pudesse se conectar com a nossa história de vida”, diz Monise.

O produtor da banda, Noé Filho, representando a Geleia Total, também assumiu o desafio de ajudar na direção e no roteiro da apresentação, tendo como principais objetivos transmitir o conceito do último EP “Não Vão Nos Calar” e evidenciar a identidade artística de Monise pela interpretação das músicas e os todos os detalhes, como figurino, cenário, roteiro, maquiagem.

A banda é composta por Kamila Canabrava (baixo e backing vocal), Denison D’Johnson (guitarra), Mário Araújo (guitarra) e Javé Montuchô (bateria).  Segundo Kamila Canabrava, acompanhar a trajetória da evolução da banda Monise Borges é algo gratificante, e “às meninas dessa terra” trazem músicas e interpretações que conectam a artista com a sua ancestralidade e ao mesmo tempo representam a luta das mulheres contra as formas de opressão.

“A minha presença como uma mulher instrumentista destaca a representatividade feminina na música e eu espero que inspire e encoraje novas mulheres a ocuparem este espaço”, frisa Kamila.

E para embelezar toda essa produção a banda convidou a estilista Sara de Paula para o projeto do figurino, e que evidenciou a ancestralidade indígena da cantora e conexão com sua terra, com o Piauí. Por isso, ela utiliza cartela de cores de tons terrosos. Além disso, o figurino possui pinturas, concebidas e pintadas a mão pelo artista visual Igor Filipe, que apresenta grafismos inspirados em pesquisas de diversos povos indígenas.

“O peixe representa coragem, a transcendência, o movimento de olhar para si e se modificar. Os peixes em fila, um seguido do outro, representam ancestralidade, fluxo e mudança. Já a vértebra de cobra é símbolo de contestação das estruturas e do sistema. Acho que todos esses símbolos representam o trabalho em música e arte, que é o que a Monise está fazendo com tanta maestria”, diz Igor Filipe.

Todo o conteúdo audiovisual é assinado pela 1150 Produções, parceira de longa data das produções da Geleia Total, e que já tinha sido produzido o clipe “Não Vão nos Calar”. A produtora já tem um trabalho valorizando artistas piauienses e, segundo Ícaro Uther, nesta apresentação buscou “aproximá-la o máximo possível dos espectadores, trabalhando com planos contínuos, onde foi quase uma dança, acompanhando os movimentos corporais e emoções de cada música”.

 

Deixe uma resposta