Campanha arrecada doações para pessoas afetadas pela pandemia

O lançamento da segunda fase da campanha “É Tempo de Cuidar” no Piauí será na próxima quarta-feira, 21, via internet.

A Ação Solidária “É Tempo de Cuidar” será lançada, de forma virtual, nesta quarta-feira (21). A campanha é promovida pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e Cáritas Brasileira, com o objetivo de ajudar as pessoas em situação de vulnerabilidade diante da pandemia do coronavírus e fortalecer a solidariedade nas igrejas do Brasil.

No Piauí, a segunda fase da campanha é realizada pelo Regional Nordeste 4 da CNBB, pela Cáritas Brasileira (Regional Piauí) e Fórum Regional de Pastorais Sociais, com o apoio do Governo do Estado. As pessoas podem doar alimentos e roupas.

A cerimônia de lançamento será a partir das 11h30, no auditório do Centro Pastoral Paulo VI, e poderá ser acompanhada por todas as plataformas digitais do Governo do Piauí, da TV Antares e canais do YouTube da Arquidiocese de Teresina (Programa Em Tuas Mãos), TV Nestante e Cáritas Brasileira. O evento será restrito às lideranças da igreja e autoridades estaduais, respeitando todos os protocolos sanitários de prevenção à covid-19.

A realização da segunda fase da campanha foi motivada pelo agravamento da pandemia e ainda pelo anúncio que o Brasil voltou ao Mapa da Fome em 2020. O país havia deixado o mapa em 2014, segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad) divulgados pelo IBGE em novembro de 2020, revelam que, tanto na situação de pobreza quanto de extrema pobreza, o Piauí ocupa a 5ª pior posição do país.

De acordo com Dom Juarez Sousa, presidente da CNBB Nordeste 4, a pandemia que o Brasil enfrenta hoje agravou a situação de pobreza e provou ainda mais a falta de segurança alimentar para os mais pobres. “Nós estamos realizando neste momento a segunda fase da ação solidária emergencial “É tempo de Cuidar”. Fazemos esse grande apelo, esse convite às empresas e às pessoas de boa vontade para que colaborem com essa campanha”, destacou o bispo de Parnaíba.

CCom

 

Deixe uma resposta