Os governadores do Brasil solicitaram ao governo federal que o atual valor do auxílio emergencial (que varia entre R$ 150 e R$ 375) seja aumentado para R$ 600. A informação é do governador do Piauí e presidente do Consórcio Nordeste, Wellington Dias. Documento com esse pedido foi encaminhado aos ministros da Economia, Paulo Guedes, e da Saúde, Marcelo Queiroga.

“É preciso que os mais pobres tenham a compensação do período que compreende os meses de janeiro, fevereiro e março, nos quais, lamentavelmente, houve a suspensão do auxílio. Estamos ainda em um momento delicado e essas famílias precisam ser assistidas”, justificou Wellington Dias.

O governador explicou que foi solicitado também um pedido de descentralização do pagamento do benefício. “Hoje, o pagamento está concentrado na Caixa Econômica Federal e queremos evitar aglomerações. O que estamos pedindo é esse pagamento também possa ser feito em outras redes. Além da Caixa Econômica, existe o Banco do Brasil e outros bancos que possuem uma rede com condições de evitar filas e aglomerações, permitindo, inclusive, agendamentos”, afirmou.