Covid: Piauí tem 100 óbitos e 3.243 casos em 3 dias

Em 24 horas, foram registradas 1.987 mortes por covid-19 no Brasil. Com isso, o total de óbitos chega a 330.193.

O Piauí registrou 28 mortes e 900 infectados pelo novo coronavírus (covid-19) nas últimas 24 horas. Agora o estado tem 209.874 notificações e 4.240 vidas perdidas para a doença. Somente em abril já foram registradas 100 mortes e 3.243 casos confirmados.

Os dados estão no boletim da Secretaria Estadual da Saúde (Sesapi), divulgado na noite deste sábado.

Dezessete mulheres e 11 homens não resistiram às complicações da covid-19, entre ontem e hoje, em 16 cidades. São sete vítimas em Teresina, três em Floriano e três em Parnaíba. Marcolância e Monsenhor Gil registraram duas mortes cada.

Com um óbito, aparecem Campo Maior, Ilha Grande, Luís Correia, Pedro II, Buriti dos Lopes, Guadalupe, Miguel Alves, Pau D’arco do Piauí, Picos, São Braz do Piauí e São Julião.

Teresina agora tem 1.636 mortos em decorrência da doença. Em seguida, vem Parnaíba, com 241. Em terceiro lugar, os municípios de Picos e Piripiri estão empatados com 113 vítimas, cada um.

De acordo com o levantamento da Sesapi, 1.234 leitos reservados para tratamento da covid-19 estão ocupados, sendo 435 na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Campanha de vacinação

Até o momento, o vacinômetro, ferramenta criada para acompanhar a evolução da campanha de vacinação contra a Covid-19 no Piauí, aponta que 273.418 pessoas já receberam a primeira dose de vacina no estado e 52.712 a segunda dose.

Os dados são atualizados a cada 15 minutos a partir das informações das secretarias municipais da saúde.

Covid no Brasil: 1.987 mortes em um dia

Em 24 horas, foram registradas 1.987 mortes por covid-19 no Brasil. Com isso, o total de óbitos pela doença desde o início da pandemia chega a 330.193. Entre ontem e hoje, foram computados 43.515 novos diagnósticos positivos. Até agora, 12,953 milhões de pessoas foram contaminadas em todo o país. Dessas, 11,305 milhões se recuperaram.

O balanço, divulgado diariamente pelo Ministério da Saúde, reúne as informações levantadas pelas secretarias estaduais e distrital de Saúde.

Os registros de casos e mortes costumam ser menores em feriados, sábados e domingos, em razão da dificuldade de alimentação dos dados pelas secretarias de Saúde. O represamento das informações durante os fins de semana costuma inflar os dados dos dias seguintes.

São Paulo chegou a 2,5 milhões de pessoas contaminadas. Os outros estados com maior número de casos no país são Minas Gerais (1,1 milhão) e Rio Grande do Sul (859 mil). Já o Acre tem o menor número de casos (71 mil), seguido de Roraima (90,2 mil) e Amapá (98,6 mil).

Em número de mortes, São Paulo também lidera, com 76,5 mil. Rio de Janeiro (37,6 mil) e Minas Gerais (25,5 mil) aparecem na sequência. Os estados com menos mortes são Acre (1.284), Amapá (1.323) e Roraima (1.352).

Da Redação e Agência Brasil

 

Deixe uma resposta