Março é o pior mês da pandemia: 32,6 mil casos e 791 mortes

Teresina soma 1.604 perdas para a doença. Segunda cidade mais afetada pela crise sanitária, Parnaíba acumula 229 óbitos.

O Piauí vive o pior momento da pandemia. Março é recordista em número de contaminados e de mortes por covid-19, de acordo com os dados divulgados na noite desta quarta-feira (31) pela Secretaria Estadual da Saúde (Sesapi).

No mês, foram registrados 32.623 casos e 791 vidas perdidas para o novo coronavírus. Antes, julho de 2020 liderava a estatística, com 30.399 testes positivos e 668 perdas para a doença.

Entre ontem e hoje, 38 pessoas não resistiram às complicações da infecção pulmonar e 1.626 testaram positivo para o vírus que provoca a covid-19. Com isso, o estado acumula 206.631 ocorrências e 4.141 perdas em pouco mais de um ano.

Somente Teresina registrou 19 vítimas. Assim, a capital chegou 1.604 mortos. Segunda cidade mais afetada pela crise sanitária, Parnaíba soma ao todo 229 falecimentos. (Veja gráfico no final da matéria).

De acordo com o balanço da Sesapi, 1.321 pacientes estão em tratamento na rede hospitalar, sendo 437 na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Campanha de vacinação

O vacinômetro, ferramenta criada para acompanhar a evolução da campanha de vacinação contra a covid-19 no Piauí, aponta que 260.451 pessoas já receberam a primeira dose de vacina no estado e 51.254, a segunda.

Os dados são atualizados a cada 15 minutos com informações das secretarias municipais de saúde.

Número de mortes por municípios nas últimas 48 horas (Arte: Sesapi)

 

Deixe uma resposta