Um ano de pandemia: 3.778 mortes, 191,8 mil casos e hospitais lotados

O Piauí e o Brasil voltam a viver um momento crítico com o avanço de casos e mortes provocadas pelo novo coronavírus.

A pandemia do novo coronavírus mudou a rotina das pessoas e das cidades. Uso de máscara, isolamento social, restrições para o funcionamento das atividades econômicas e aulas remotas. O vírus que surgiu na China no final de 2019 ganhou o mundo. O Piauí e o Brasil vivem um momento crítico com a explosão de casos da covid-19.

Confira um resumo do que aconteceu no Piauí:

Comércio fechado no Centro de Teresina: março de 2020 (Foto: Edcícero)
Atividades suspensas em março de 2020

O primeiro decreto da suspensão das atividades econômicas e sociais no Piauí entrou em vigor no dia 20 de março de 2020, com o objetivo de combater o novo coronavírus. O documento foi elaborado após reunião do governador Wellington Dias com o prefeito de Teresina, Firmino Filho, Associação Piauiense de Prefeitos (APPM), parlamentares, entre outras autoridades.

O documento determinou a suspensão das atividades no comércio de rua, shoppings, bares, restaurantes, academias, além de eventos culturais e sociais. As aulas presenciais também foram suspensas.

Primeira morte no estado

A primeira morte por covid-19 no Piauí foi anunciada no dia 28 de março de 2020. A vítima foi o prefeito de São José do Divino, Antônio Nonato Lima Gomes, conhecido como Antônio Felícia, que faleceu no dia anterior. Ele tinha 57 anos e sofria com diabetes.

No dia 29 de março, foram confirmados os dois primeiros óbitos por covid 19 em Teresina. As vítimas eram um casal com mais de 70 anos.

Isolamento social

O principal objetivo da suspensão das atividades econômicas, culturais e sociais foi forçar o isolamento social da população e, com isso, evitar aglomerações, ambiente ideal para a proliferação do novo coronavírus. Em abril e maio, a média de isolamento em Teresina ficou entre 50% e 60%. O maior índice acontecia nos finais de semana.

Novos hábitos

A pandemia exigiu novos hábitos. Nada de abraços ou aperto de mão. Uso de máscara passou a ser obrigatório. Equipamento deve cobrir nariz e boca. Outras recomendações: lavar bem as mãos, manter distanciamento de dois metros entre as pessoas e evitar visitas.

Salas de aula são preparadas para a volta às aulas (Foto: Divulgação)
Aulas remotas

Com as escolas fechadas, a saída foi ministrar aulas pelo sistema remoto. A situação mudou  em todos os níveis – fundamental ao superior. Em outubro de 2020, foram, autorizadas aulas presenciais apenas para alunos do 3º ano do ensino fundamental, por causa do Enem, e para turmas finais dos cursos superiores. Para reabrir, os estabelecimentos de ensino tiveram que cumprir os protocolos da segurança contra o vírus.

Ajuda emergencial

O governo federal iniciou em abril o pagamento do auxílio emergencial para milhões de brasileiros a partir de 18 anos. Inicialmente, foram quatro parcelas de R$ 600. No caso das mães solteiras, valor era R$ 1.200. Encerrada essa fase, foi iniciada nova etapa com parcelas de R$ 300.

Início da flexibilização das atividades econômicas

A flexibilização das atividades econômicas no Piauí começou pelo setor automotivo e área da saúde (clínicas médicas) no início de julho. As concessionárias e lojas de de peças começaram a atender os clientes pelo sistema de delivery ou drive-thru.

Também em julho foram retomadas as atividades dos setores da indústria, da construção civil, da agropecuária, pesca, agricultura e algumas atividades técnicas.

Jornada reduzida

O comércio varejista do Centro de Teresina retomou as atividades no dia 27 de julho, com jornada reduzida (das 9h às 15h) e menor número de funcionários. Os shoppings voltaram a funcionar no dia 4 de agosto, somente com lojas e setores essenciais. Em outubro, o governo liberou a realização de eventos culturais, com até 100 pessoas em espaços abertos e 1.000 ingressos para apresentações em drive-in.

Protocolos de segurança

A Vigilância Sanitária determinou um protocolo de segurança para garantir o funcionamento do comércio, clínicas médicos e outros estabelecimentos. Pia com água e sabão e pontos com álcool em gel foram instalados na porta das lojas para a higienização. Outra recomendação: controle do acesso das pessoas ao interior dos estabelecimentos comerciais, para evitar aglomerações.

Carnaval suspenso

O carnaval de 2021 foi suspenso para impedir aglomerações. A Prefeitura de Teresina cancelou o tradicional Corso do Zé Pereira. Cidades do interior suspenderam os desfiles das escolas de samba. No litoral, as prefeituras também decretaram medidas de restrições ao acesso às praias para evitar multidão.

Mais restrições em março de 2021

Com uma nova onda da covid-19, o governo do Piauí voltou a decretar medidas com restrições severas mais para impedir o avanço da doença, por causa da lotação dos hospitais e, principalmente, dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

O Piauí está em regime de toque de recolher e somente as atividades essenciais podem funcionar nos finais de semana. O atual decreto vale até o dia 21 de março. Neste domingo, haverá nova reunião do Comitê de Operações Emergenciais (COE) para definir se haverá ou não a prorrogação das medidas.

Casos de covid-19

O Piauí tem no momento 3.778 mortes provocadas pelo novo coronavírus, que provoca a covid-19. Teresina é a cidade mais afetada pela crise sanitária, com 1.491 vítimas.

O boletim de sexta-feira (19) informa que o estado acumula 191.845 casos confirmados da doença. A ocupação de leitos de UTI passa de 90% nos principais municípios.

 

Deixe uma resposta