Pandemia acelera mudança no perfil dos consumidores

Muitas empresas passaram a investir mais nas vendas pela internet, para driblar o isolamento social e evitar uma crise maior. 

Há mais de um ano a pandemia do novo coronavírus segue transformando a vida da população e a forma de se relacionar com o mundo. Diversos setores passaram por grandes mudanças e com o comércio varejista não foi diferente. Ao longo de todo esse tempo, uma nova realidade exigiu adaptações a outros modelos de negócios impostos ao mercado consumidor.

Neste dia 15 de março, data dedicada aos consumidores, vale destacar que a pandemia acelerou movimentos que já estavam acontecendo no mercado, como por exemplo, a realização de compras pelos canais digitais. As plataformas online, como site, redes sociais e demais mecanismos serão ainda mais relevantes para que as lojas possam atender os anseios de cada cliente.

Segundo o presidente do Sindicato dos Lojistas do Comércio de Teresina (Sindilojas/PI), Tertulino Passos, empresas de diversos segmentos viram no e-commerce uma oportunidade de crescimento.

“Hoje as pessoas passam muito mais tempo no celular, então esse consumidor faz uso de forma frequente de aplicativos com serviços de entregas, onde ele pode receber suas mercadorias no conforto da sua residência. No mundo pós pandemia, esse modelo de negócio será ainda mais exigido às empresas, daí a necessidade dos lojistas estarem cada vez mais se adaptando a essa nova realidade de mercado e disponibilizando mais opções aos clientes visando sua satisfação”, destacou.

Neste novo normal, empresas que estavam acostumadas a praticar o mesmo formato de atendimento ao consumidor seguem se adaptando à nova realidade de mercado e às novas exigências dos clientes. Essa mudança será necessária para que os empreendimentos possam manter seu negócio ativo no mercado em um setor que será ainda mais competitivo.

“As lojas de um modo geral terão cada vez mais a necessidade de oferecer agilidade e soluções rápidas para seus clientes com o objetivo de tornar seu negócio acessível com a realização de atendimentos personalizados e ofertas de serviços”, completou Tertulino Passos.

 

Deixe uma resposta