Covid: Sesapi registra 181,5 mil casos e 3.524 mortes no Piauí

Teresina é a cidade piauiense com maior número de óbitos. São 1.400 vítimas do novo coronavírus.

O Piauí registrou hoje (9) o segundo maior número de casos de covid-19 em um dia: 1.085 ocorrências. O recorde é de 1.232 notificações, no dia 5 de março. Nas últimas 24 horas, a Secretaria Estadual da Saúde (Sesapi) confirmou o registro de 20 vidas perdidas para a doença provocada pelo novo coronavírus.

No total, o estado acumula 181.560 casos de coronavírus e 3.524 óbitos desde o início da pandemia, em março de 2020. A infecção já matou em 213 dos 224 municípios piauienses, segundo o boletim divulgado nesta terça-feira.

Entre ontem e hoje, nove mulheres e onze homens morreram em Teresina (9), Campo Maior (2), Altos, Floriano, Luís Correia, São Lourenço do Piauí, Aroazes, Esperantina, Oeiras, Piracuruca e Piripiri.

A capital tem o maior número de pessoas que perderam a vida para a covid-19: 1.400 vítimas, aponta o relatório do governo. Nesta terça-feira, a cidade de São Lourenço do Piauí registrou a primeira perda para o coronavírus.

O número de leitos ocupados por pacientes de covid-19 subiu para 922. Ontem era 879, ou seja, houve um acréscimo de 93 novas internações. Já a quantidade de doentes internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) passou de 301, no boletim de segunda-feira, para 335.

A Sesapi soma até 10.404 altas médicas, mas o volume de pessoas recuperadas é bem maior, 177.114. Isso acontece porque a grande maioria dos contaminados não precisou de tratamento hospitalar.

Campanha de vacinação

O Piauí já vacinou 98.037 pessoas contra o novo coronavírus, mas até agora somente 26.994 receberam a segunda dose, informa o vacinômetro, ferramenta criada para acompanhar o ritmo da vacinação no estado. As informações são das secretarias municipais de saúde.

Hoje, teve início a aplicação da segunda dose do imunizante em idosos com 90 anos ou mais, em Teresina. Nesta quarta-feira (10), a Secretaria da Saúde espera receber mais 36 mil doses da CoronaVac. Com isso, vai iniciar a imunização de pessoas com idade a partir de 75 anos.

 

Deixe uma resposta