Ministro diz a prefeitos que vacinação começa no dia 20

Mais de 130 governantes municipais se reuniram com o ministro Pazuello. Inicialmente, serão distribuídas 8 milhões de doses de vacina.

A vacinação contra a Covid-19 começa no dia 20 de janeiro, às 10h. A informação foi passada pelo ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, durante reunião com prefeitos de mais de 130 cidades brasileiras, nesta quarta-feira (14). De acordo com o governo, a distribuição de oito milhões de dose da vacina será iniciada logo após a aprovação do imunizante.

Segundo Pazuello, neste final de semana vão chegar as 2 milhões de doses da Astrazeneca, somando-se as 6 milhões de doses para uso emergencial produzidas pelo Butantan. “Até segunda-feira essas doses estarão nos estados e partir dali farão a logística aos municípios”, disse.

Conforme o ministro, a distribuição será “de forma proporcional e equitativa dentro dos grupos predeterminados” (idosos em casas de longa permanência, profissionais da saúde e indígenas aldeados com mais de 18 anos).

Apesar da especulação de que as doses iniciais seriam apenas para as capitais, a vacinação começará em todo o Brasil. Para 2021, segundo o assessor especial do Ministério da Saúde, Aírton Cascavel, já estão contratadas 354 milhões de vacinas, que chegarão de forma escalonada. Ainda de acordo com Cascavel, após as 8 milhões de doses de janeiro, a previsão é de 30 milhões para fevereiro e 80 milhões para abril, assim por diante.

Sobre as iniciais 8 milhões de doses, o presidente da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), Jonas Donizette, falou à imprensa que serão distribuídas para 5 milhões de brasileiros, devido às particularidades nos intervalos de aplicação da segunda dose. A Astrazeneca tem um intervalo maior, de três meses, enquanto a CoronaVac de três semanas. “Todas as cidades receberão as duas vacinas”, completou.

A maioria dos prefeitos participou da reunião de forma virtual.

Com informações da FNP

 

Deixe uma resposta