Piauí chega a 112 mil casos e 2.382 mortes por Covid-19

O Brasil tem 5.468.270 de casos desde o começo da pandemia. Além disso, foram registradas 158.456 mortes.

O Piauí soma 112.200 casos de novo coronavírus deste o início da pandemia. Ao todo, são 2.382 vidas perdidas para a Covid-19, segundo o boletim de hoje (28) da Secretaria Estadual da Saúde (Sesapi).

Nas últimas 24 horas foram registrados 657  novos casos da doença no estado e 14 óbitos. As mortes ocorreram em Floriano (2), Angical, Barreiras do Piauí, Bocaina, Bom Jesus, Landri Sales, Luzilândia, Pedro II, Sebastião Leal, Parnaíba, Santana do Piauí, Santa Cruz dos Milagres e Teresina.

No momento, 455 dos leitos existentes na rede de saúde do Piauí para atendimento à Covid-19 estão ocupados, sendo que 165 pacientes estão na Unidade de Terapia Intensiva.

A Sesapi estima que 109 mil pessoas já estão recuperadas da Covid-19 no estado.

Cidade mais afetada pelo vírus, Teresina registra 37.713 casos de novo coronavírus e 1.102 mortos. Parnaíba, em segundo lugar, tem 7.356 contaminados e 136 vítimas.

Números da Covid no país

O balanço divulgado hoje (28) pelo Ministério da Saúde (MS) mostra 28.629 novos casos de Covid-19 em 24 horas, desde o boletim divulgado ontem. Agora são 5.468.270 de casos desde o começo da pandemia. Além disso, foram registradas 510 novas mortes, totalizando 158.456 óbitos. Do total de infectados, 4.934.548 pessoas (90,2%) se recuperaram da doença.

O balanço do Ministério da Saúde é feito a partir de registros reunidos pelas secretarias estaduais de saúde e enviados à pasta para consolidação.

São Paulo chegou a 1.103.582 de pessoas contaminadas. Os outros estados com maior número de casos no país são Minas Gerais (353.311) e Bahia (349.711). Já o Acre tem o menor número de casos (30.545), seguido de Amapá (51.523) e Roraima (56.469).

São Paulo também lidera o número de pessoas que morreram por complicações da Covid-19, com 39.007 mortes. Rio de Janeiro (20.376) e Ceará (9.325) aparecem na sequência. Os estados com menos mortes são Acre (691), Roraima (692) e Amapá (744).

Da Redação e Agência Brasil

 

Deixe uma resposta