Piauí tem 2.149 mortes por Covid desde o início da pandemia

O estado chega a 98.344 casos confirmados da doença, segundo o levantamento da Sesapi.

O Piauí registrou cinco óbitos nas últimas 24 horas e chegou ao total de 2.149 vidas perdidas para a Covid-19 desde o início da pandemia. O estado atingiu uma média de 7 mortes por novo coronavírus nos últimos 14 dias, de acordo com os dados da Secretaria Estadual da Saúde (Sesapi).

Já o número de casos confirmados da doença subiu para 98.344, com o acréscimo de 236 diagnósticos positivos de sexta-feira para sábado, segundo o boletim divulgado neste sábado (3). A Covid-19 está presente nos 224 municípios piauienses, com mortes em 173 deles.

As vítimas do coronavírus de ontem para hoje eram residentes em Teresina, Picos, Altos, Novo Oriente e Floriano. Até agora, o vírus matou 1.234 homens e 915 mulheres no estado, conforme o balanço da Sesapi.

Teresina alcançou a marca de 33.013 pessoas contaminadas, com 1.022 vítimas.

O relatório do governo mostra que atualmente 487 pacientes estão internados para tratar de complicações provocadas pela infecção provocada pelo coronavírus. Destes, 196 estão na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Média de casos nos últimos 14 dias (Fonte: Sesapi)
Média de mortes nos últimos 14 dias (Fonte: Sesapi)
Covid no Brasil

O Brasil chegou a 4,9 milhões de casos acumulados de infecção pelo novo coronavírus. Nas últimas 24 horas, foram 26.310 novos registros confirmados de covid-19, totalizando 4.906.833. Até ontem, o número de casos da pandemia estava em 4.880.523.

Desse total, ainda há 512.272 casos em acompanhamento e outras 4.248.574 de pessoas já se recuperaram da doença. Os dados são do boletim do Ministério da Saúde, divulgado no início da noite de hoje (3). O órgão consolida diariamente as informações enviadas pelas secretarias estaduais de saúde de todo o país.

De acordo com o balanço, o total de mortes em razão da pandemia é de 145.987. Nas últimas 24 horas, as secretarias de saúde acrescentaram às estatísticas 599 novos óbitos. Outros 2.412 mortes estão em investigação.

Estabilidade

Os casos de covid-19 no país registram uma tendência de estabilidade em patamares altos durante o mês de setembro na média móvel de sete dias, com casos diários acima de 26,4 mil na média móvel. 

Segundo os dados do Monitora Covid-19 da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), o pico da pandemia ocorreu no dia 28 de julho, com 47.514,57 registros na média móvel de sete dias, seguido de tendência de baixa e uma queda brusca entre os dias 5 e 10 de setembro.

O pico de baixa foi no dia 13 de setembro, com 27.548 casos novos de covid-19 registrados na média móvel de sete dias, nível compatível ao do meio da ascensão da curva, em meados de junho. Depois há uma alta no dia 16, com 31.374,86 novos casos, seguido de uma leve baixa. No dia 30 de setembro foram 26.492,86 registros e ontem 26.850,14.

Já a curva de óbitos teve uma queda brusca entre os dias 2 (876,14) e 9 de setembro (682,86) na média móvel de sete dias, após se manter com pouca oscilação, acima de 850 casos por dia, entre os dias 21 de maio e 4 de setembro. O pico ocorreu no dia 25 de julho, quando a média móvel registrou 1.095,14 novos óbitos por covid-19 no Brasil.

Da Redação e Agência Brasil

 

Deixe uma resposta