Vigilância Sanitária fiscaliza escolas autorizadas a funcionar

O objetivo da fiscalização é verificar o cumprimento das medidas para evitar a disseminação do novo coronavírus entre os estudantes.
Fiscal da Vigilância Sanitária orienta sobre o espaço das carteiras (Foto: Divulgação)

A Vigilância Sanitária de Teresina está realizando vistorias nas escolas que estão autorizadas a funcionar, de forma presencial, desde o dia 22 de setembro. A fiscalização tem como objetivo orientar e conferir se os estabelecimentos estão cumprindo as novas determinações do protocolo de saúde para o setor no tocante à prevenção da Covid-19.

Segundo Jeanyine Seba, gerente de Vigilância e Saúde da Fundação Municipal de Saúde (FMS), só estão autorizadas a funcionar da forma presencial o 3º ano do ensino médio e as turmas preparatórias para o Exame Nacional do Ensino Médio (Pré-Enem), desde que cumpram com todas as determinações do protocolo.

“As escolas também são obrigadas a continuar oferecendo aulas on-line para os alunos que não se sentirem seguros para voltar para a escola”, esclarece a gerente.

A FMS já fiscalizou 28 escolas e, entre os itens observados pela Vigilância Sanitária, estão o distanciamento mínimo das cadeiras, que deve ser de dois metros, além da retirada dos bebedouros com bico injetor. Também são exigidos espaços com circulação de ar mesmo nos ambientes com ar-condicionado, além de boa iluminação.

“A sinalização com o fluxo de circulação das pessoas, mesmo nos banheiros, também está sendo fiscalizado para garantir maior segurança para os alunos e servidores”, explica a gerente de Vigilância e Saúde da FMS.

Jeanine ressalta que o cumprimento das novas determinações é importante para que os alunos, professores e funcionários sintam-se mais seguros e também para evitar que a escola seja um local de disseminação do vírus.

“O uso de máscara é obrigatório em todos os espaços, sendo permitida a retirada apenas na hora do lanche, mas mantendo o distanciamento entre as pessoas”, lembra.

Semcom

 

Deixe uma resposta