Firmino: um em cada quatro teresinenses já pegou Covid

Prefeito de Teresina disse que as próximas fases de abertura de negócios estão mantidas.

A nova pesquisa de investigação sorológica contratada pela Prefeitura de Teresina (PMT) apresentou um crescimento de 39% no número de infectados pelo novo coronavírus na capital em relação a semana passada. Conforme o levantamento feito entre 11 e 13 deste mês, 217.673 pessoas já contraíram o vírus, ou seja, um em cada quatro teresinenses. Na semana passada, eram 156.623 casos.

Os dados da 13ª pesquisa foram divulgados hoje (16) pelo prefeito Firmino Filho, em entrevista online. “Esse aumento na circulação do vírus na cidade pode ter acontecido devido ao início do processo de reabertura das atividades econômica ou pode ter sido uma correção de rota na pesquisa. Vamos aguardar os resultados das próximas semanas etapas para fazer nova avaliação”, ressaltou o prefeito.

Ele acrescentou que “nesse último fim de semana a quantidade de pessoas com anticorpos para a Covid-19 aumentou, o que representa uma barreira para a progressão da doença”. Segundo a pesquisa, 102.744 pessoas estão na fase intermediária da infecção, ou já estão imunes ou desenvolvendo a imunidade.

A Covid-19 em Teresina

De acordo com o estudo, houve uma queda significativa no número de positivos na zona Leste da capital, que aparece agora com apenas 3% de infectados. Nas demais regiões da cidade, os números são os seguintes: zona Sul (59%), com um aumento considerável diante das outras semanas; Sudeste (22), segundo maior índice, 22%; e Norte (22%), com tendência de queda.

Estes são os resultados da 13ª pesquisa semanal com relação à faixa etária, que não teve casos registrados entre as pessoas com mais de 70 anos. Grupos de 15 a 24 anos e de 35 a 44 anos, com 22% dos positivos cada um; 25 a 34 anos, 45 a 54 anos e 55 a 69, com 16%; 0 a 14 anos, 9%.

Retomada das atividades

A segunda fase de reabertura dos negócios está mantida para o dia 20 de julho, disse o prefeito. Mas ele afirmou que se for comprovado um aumento de casos da Covid-19 por causa da retomada das atividades econômicas, a Prefeitura vai retroceder no processo.

Firmino Filho garantiu que os dados da última pesquisa “não atrapalham a retomada das atividades” porque nesta fase serão beneficiados setores que não provocam aglomerações, como as concessionárias de veículos.

“Já as lojas de autopeças tem aglomeração, por isso elas só podem funcionar a partir de segunda-feira em regime de delivery”, disse.

 

Deixe uma resposta