Publicado ato que anula nomeação de Carlos Decotelli para o MEC

Após repercussão das informações falsas contidas no seu currículo, o professor pediu demissão do cargo de ministro, antes da posse.
Carlos Alberto Decotelli (Foto: Agência Brasil)

Diário Oficial da União (DOU) publica hoje (1º) decreto tornando sem efeito o decreto de 25 de junho de 2020, publicado no mesmo dia, nomeando Carlos Alberto Decotelli da Silva para o cargo de ministro da Educação.

Decotelli foi nomeado pelo presidente Jair Bolsonaro na semana passada, mas não chegou a tomar posse na pasta, após a descoberta de que ele havia mentido com relação aos títulos que constam no seu currículo.

Ontem (30) o então ministro esteve com o presidente Jair Bolsonaro e pediu demissão por causa da repercussão dos erros no seu currículo. Ao contrário do que informou, Decotelli não tem doutorado nem pós-doutorado.

Decotelli seria o terceiro ministro da Educação em um ano e meio do Governo Bolsonaro. O primeiro foi Ricardo Vélez Rodriguez, substituído por Abraham Weintraub. Nenhum deles apresentou um projeto para a educação.

 

 

Deixe uma resposta