Piauí tem 18,6 mil casos de Covid e 592 mortes, diz a Sesapi

Teresina registra até agora 335 óbitos e mais de 7 mil pessoas contaminadas pelo vírus.

O Piauí confirmou 642 novos casos de pacientes infectados pelo coronavírus e 18 mortes pela doença nas últimas 24 horas, informou hoje (26) a Secretaria Estadual da Saúde (Sesapi). Com isso, o estado chega a 18.665 pessoas infectadas, com 592 óbitos.

As vítimas registradas nesta sexta-feira são 10 mulheres e oito homens com idades que variam de 19 a 91 anos. Foram 11 óbitos em Teresina, três em Parnaíba, Picos, Valença, Luís Correia e Oeiras – um caso cada.

Até agora, o Piauí registrou quase 600 mortes em 76 cidades, sendo a maior parte ocorreu em Teresina, que conta 335 vidas perdidas para o vírus. Em seguida, vem Parnaíba, com 58 vítimas, Barras (14), Água Branca (13) e Picos (10).

Com 7.098 contaminados pelo coronavírus, Teresina é o epicentro da doença no estado. Na sequência estão Parnaíba (2.565), Campo Maior (644), Picos (518), Barras (509), Esperantina (353), Luzilândia (347), Altos (337) e São Raimundo Nonato (334).

Apenas 25 dos 224 municípios piauienses ainda não foram atingidos pela pandemia, de acordo com o balanço da Sesapi. O vírus já chegou a 199 cidades.

Dos leitos existentes na rede de saúde do Piauí para atendimento à Covid-19, 898 estão ocupados: 573 leitos clínicos, 299 UTIs e 26 de estabilização. Um total de 968 pessoas já recebeu alta.

Números do Brasil
O Brasil teve o segundo dia com maior número de novos casos de covid-19 registrados no balanço divulgado hoje (26) pelo Ministério da Saúde. Foram 46.860 pessoas infectadas adicionadas às estatísticas. Com isso, o total subiu para 1.274.974 de casos confirmados, mantendo a segunda colocação no ranking mundial, atrás apenas dos Estados Unidos.

Já o número de novas mortes em razão da pandemia do novo coronavírus foi de 990, abaixo dos dias anteriores. Ontem foram registrados 1.141 novos óbitos; na quarta-feira (24), 1.185; e na terça-feira (23), 1.374. O total de falecimentos tendo como causa a covid-19 somou 55.961, mais do que a capacidade máxima do Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre.

Da Redação e Agência Brasil

 

Deixe uma resposta