Piauí reforça isolamento para reiniciar atividades a partir de 6 de julho

Novo decreto também prevê aplicação de multa para quem não usar máscara em locais públicos. Governo descartou o lockdown.

O governador Wellington Dias anunciou hoje (25) medidas mais rígidas de isolamento social para os próximos dois finais de semana. O objetivo é conter o avanço do novo coronavírus no estado para retomar as atividades econômicas a partir de 6 de julho.

O funcionamento dos serviços essenciais ficará mais restrito desta sexta-feira (26) até domingo. Na próxima semana, começa na quinta-feira (2). O governador disse que é importante a adoção das medidas.

Depois de 6 de julho, novos setores serão liberados para funcionar a cada 15 dias, mediante análise do nível de risco de cada área.

Atualmente, a construção civil, clínicas e concessionárias de veículos estão autorizadas a reabrir, além dos serviços essenciais.

A quarentena para evitar aglomerações de pessoas começou na segunda quinzena de março. O comércio, por exemplo, está fechado há mais de 90 dias.

Ponto facultativo e maior restrição

Nesta sexta-feira (26) e nas próximas quinta-feira e sexta-feira, 2 e 3 de julho, será decretado ponto facultativo nos órgãos estaduais e foi feita a mesma recomendação para os municípios.

Também haverá maior restrição às atividades essenciais, como aconteceu nos outros finais de semana. O governo irá disponibilizar 3.200 pessoas para fiscalizar o cumprimento do isolamento.

Wellington Dias acrecita que as medidas restritivas serão suficientes para alcançar o patamar de isolamento de 55%, sem lockdown. A proposta de bloqueio mais rígido por um período de oito dias partiu do prefeito de Teresina, Firmino Filho.

“Para o fechamento total, teríamos que optar por uma intervenção com as forças armadas e acho que a democracia não condiz com isso. Não é fácil chegar a esse nível de isolamento (de 55%), mas é possível”, disse.

Segundo o governador, “vamos adotar uma operação de vigilância sanitária, junto com as áreas de segurança, para ampliar o isolamento e reduzir a taxa de transmissibilidade (do vírus) em todo o estado”.

Teresina

O prefeito de Teresina, Firmino Filho, decretou ponto facultativo para nesta sexta-feira (26) nos órgãos públicos do município. A medida foi definida em razão do acordo com o Governo do Estado para adotar medidas mais restritivas em todo o Piauí e diminuir a propagação do novo Coronavírus.

“Conforme indicado esta manhã em reunião com o Governo e outras entidades representativas, estamos prontos para caminhar rumo à reabertura da cidade. Mas, para isso se confirmar, todos precisam cumprir rigorosamente o isolamento social. Só assim teremos condições para uma retomada sem retrocesso”, disse.

Multa por não uso de máscara

O governador pretende ainda adotar a política de aplicação de multa para quem não utiliza máscaras em espaços públicos. “As equipes que vão a campo verificaram que muitas pessoas não estão usando máscara, mas esse equipamento de proteção individual protege tanto quem usa quanto as outras pessoas. Portanto, teremos que chegar a esse ponto de aplicar advertência seguida de multa para aqueles que desobedecerem ao decreto”, afirmou.

O valor da multa é de R$ 500, podendo ser elevado para R$ 1 mil, em caso de reincidência.

Os números do último boletim da Secretaria Estadual da Saúde (Sesapi) mostram que o Piauí tem mais de 17 mil casos da Covid-19 e 546 mortes. A situação é mais grave na capital: 6,6 mil infectados e 307 óbitos.

Da Redação, com informações da CCom

 

Deixe uma resposta